29/02/2016 às 09h33min - Atualizada em 29/02/2016 às 09h33min

Leopoldina apresenta saldo negativo 60 de postos de trabalho em janeiro de 2016

O saldo negativo acumulado em 12 meses é de 241 empregos com carteira assinada

Luiz Otávio Meneghite
CD da Zema pode reabrir em julho deste ano
O Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS) divulgou na sexta-feira, 26 de fevereiro, os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de janeiro. Segundo o Cadastro, em Leopoldina, no primeiro mês do ano, houve uma redução de 60 empregos formais, uma variação percentual de -058% em relação ao estoque do mês anterior, saldo originado de 264 admissões e de 324 desligamentos.

Nos últimos 12 meses em Leopoldina foram desativados 241 postos de trabalho com carteira assinada, equivalente a uma variação negativa de -2,30%, saldo originado de 3.524 admissões e 3.765 desligamentos. O maior impacto foi causado pelo desaquecimento da construção civil com menos 124 postos de trabalho, a maior parte devido à paralisação da construção de casas populares do Minha Casa, Minha Vida, no bairro Imperador; as demissões na indústria de transformação com -101 empregos de carteira assinada, grande parte em decorrência do fechamento da Aurora Têxtil e a desativação do CD da ZEMA onde foram fechados 92 empregos.

Os primeiros dados de 2016 mostram que o setor de serviços em Leopoldina apresentou uma recuperação no mês de janeiro, com saldo positivo de 41 postos de trabalho. Já entre os setores, a perda mais significativa no mês de janeiro foi na indústria de transformação com -83 empregos de carteira assinada, a maioria originada do fechamento da Aurora Têxtil, seguida do comércio com -21 postos de trabalho formais.Clique aqui e acesse os dados de janeiro relativos a Leopoldina


A construção das 315 unidades do Minha Casa, Minha Vida foi paralisada (Foto João Gabriel B. Meneghite)


A Aurora Textil está localizada no inicío da estrada para Piacatuba.


Fonte de informações: Assessoria de Imprensa/MTPS 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »