04/03/2016 às 18h22min - Atualizada em 04/03/2016 às 18h22min

Cefet assume instalações do SESI em Leopoldina.

Novo curso superior e restaurante universitário devem ser criados no Campus local.

João Gabriel B. Meneghite - jornal Leopoldinense
Juarez Leonardo Boari (FIEMG), José Antônio Pinto (Diretor do Cefet-Leopoldina), Cláudio Gonçalves(FIEMG) e José Evaristo Rodrigues Costa (Cefet-Leopoldina), no ato de entrega das chaves do imóvel.
O Centro Federal de Educação Tecnológica, campus Leopoldina, assumiu as instalações do Centro de Atividades  do Trabalhador Jair de Oliveira (Sesi-Leopoldina). Isto porque a FIEMG, responsável pela manutenção do espaço, não dará continuidade ao trabalho que envolvia diversas atividades naquele local.

O terreno onde foi construído o CAT era de propriedade da Chácara do Desengano S/A e foi desapropriado pelo município de Leopoldina para abrigar as atividades desenvolvidas pela FIEMG-Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais  em parceria com a ACIL-Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e Serviços de Leopoldina.

Com este cenário, o jornal Leopoldinense promoveu uma enquete entre os dias 14 de 28 de novembro de 2015, na qual o leitor opinou sobre quem deveria assumir o espaço com o fechamento do SESI. O resultado apontou que 75% dos leitores preferem que o CEFET assuma o clube. (Clique aqui e saiba mais)

Segundo José Antônio Pinto, diretor da unidade do Cefet em Leopoldina, o resultado da enquete mostrou o respeito que a comunidade leopoldinense e regional tem pelo CEFET. Ele frisou que isto foi fundamental e criou um cenário favorável para que os envolvidos entrassem numa convergência que vai beneficiar toda a comunidade regional.

Na última quarta-feira (02/03), o prefeito de Leopoldina José Roberto de Oliveira esteve reunido com os representantes da FIEMG, SESI e CEFET com objetivo de viabilizar os trâmites legais do processo -  que ainda terá de passar pela Câmara Municipal de Leopoldina.Estiveram presentes na reunião o diretor geral do Cefet em Minas Gerais,  professor Flávio Antônio dos Santos, juntamente com o diretor na unidade de Leopoldina José Antônio Pinto, além de Lúcio José Figueiredo Sampaio, da FIEMG.

Segundo informações extra-oficiais obtidas pelo jornal Leopoldinense, o prefeito José Roberto de Oliveira aproveitou a situação para reivindicar um curso superior  - que pode ser implantando na cidade no ano que vem; e um restaurante estudantil dentro do campus do Cefet de Leopoldina com preços acessíveis para os estudantes.


Já na tarde desta sexta-feira (04/03), o diretor do Cefet-Leopoldina José Antônio Pinto esteve reunido com sua equipe de trabalho para uma vistoria no local, sendo assinado um termo de posse provisória e passada às suas mãos as chaves do  conjunto de instalações.



Juarez Leonardo Boari(FIEMG), José Antônio Pinto (Diretor do Cefet-Leopoldina), Cláudio Gonçalves(FIEMG) e os servidores do Cefet-Leopoldina Fernanda Nascimento Pascoal Badaró, José Evaristo Rodrigues Costa, Simara Gonçalves dos Santos e Driele Aparecida Alves Aldelino.

Em entrevista concedida ao jornal Leopoldinense, José Antônio comentou que o imóvel ao lado do campus tem uma infra estrutura  pronta e resolverá um dos grandes problemas que o Cefet vem enfrentando nos últimos anos -  que é a falta de espaço.  Ele comentou ainda que a transferência de alguns setores do Cefet para o imóvel vai criar espaços no Campus, podendo beneficiar a vinda de novos cursos para a cidade.   


José Antônio Pinto - Diretor do Cefet Leopoldina. (Foto: João Gabriel B. Meneghite)

As aulas de educação física, por exemplo, serão transferidas para antiga sede do SESI. Os alunos contarão com uma estrutura composta de um campo de futebol society, quadra poliesportiva, quadra de vôlei de areia,  piscina e amplos vestiários.  Já a atual quadra poliesportiva do Cefet poderá ser transformada em um galpão, onde serão abrigados todos os maquinários e estrutura do curso de mecânica - que atualmente estão  instalados no segundo andar do prédio VI.

A direção do Cefet estuda ainda a possibilidade de transferir toda a parte administrativa do Campus para o prédio do antigo SESI, que é composto de diversas salas. "Hoje nossa equipe está fazendo a vistoria. A definição de todas essas questões serão amplamente debatidas por nós e ainda serão resolvidas", comentou José Antônio, que revelou ainda que a situação em Leopoldina criou precedentes em toda região - tendo em vista que outras unidades do SESI estão sendo fechadas e a FIEMG -  Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais tem demonstrado interesse em ajudar o Cefet a conquistar esses espaços.



Ao fundo, prédio do Cefet. 


Imóvel do antigo Sesi pode abrigar estrutura administrativa do Cefet.


Quadra poliesportiva 


Campo de futebol society


O imóvel é composto de diversas salas como esta.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »