07/03/2016 às 09h44min - Atualizada em 07/03/2016 às 09h44min

Praça Félix Martins terá lago, fonte luminosa e cascata ativados

Piso em pedras portuguesas tem custo estimado em R$299.468,32, mas demora na execução do serviço pode mudar planos da Prefeitura

Luiz Otávio Meneghite - Fotos: João Gabriel B. Meneghite

Lago ganhará fonte luminosa e cascata.

O jornal Leopoldinense apurou que o prefeito José Roberto de Oliveira tem acompanhado, in loco, todos os dias as obras de revitalização da Praça Félix Martins e que ele tem ido pessoalmente à cidade de Dona Euzébia contratar a aquisição de plantas ornamentais para os novos canteiros.

O antigo lago, que há muitos anos está vazio, está sendo recuperado e a fonte luminosa instalada em seu interior, que nunca funcionou, foi testada, está passando por uma revisão e vai ser ativada. Também junto ao lago, está sendo reformulada e recebendo azulejamento, a cascata há anos construída, porém sem nunca ter sido ativada.

Piso em pedras portuguesas tem custo estimado em R$299.468,32


Piso terá que ser todo reformulado.

Com a transformação porque passa a Praça Félix Martins, com a retirada dos canteiros elevados, e o consequente aumento do espaço livre para pedestres, além da grande movimentação de máquinas e caminhões no local, o piso antigo foi muito remexido, havendo necessidade de limpeza, recomposição e paginação da pavimentação em pedras portuguesas.

Para isso, a Secretaria Municipal de Obras, através da Comissão Permanente de Licitação, marcou para o dia 15 de março, às 09:00 horas, licitação na modalidade Pregão com o objetivo de contratar uma empresa especializada para fornecimento de pedras portuguesas e execução de paginação, reparos em pavimentação das pedras das calçadas externas e superfícies internas (piso) da Praça Félix Martins.


Todos os canteiros já receberam grama e plantas ornamentais.

Porém, o prazo previsto para execução da obra é de seis meses, conforme planilha orçamentária, cronograma físico-financeiro, memória de cálculo e memorial descritivo do projeto elaborado pelos engenheiros e isso pode mudar os planos da Prefeitura que poderá optar por um tipo de piso cujo assentamento seja mais rápido. O impasse deve ser resolvido ainda esta semana.

Fontes: Diário Oficial dos Municípios Mineiros e Prefeitura de Leopoldina
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »