25/04/2014 às 16h50min - Atualizada em 25/04/2014 às 16h50min

Cubanos do Programa Mais Médicos já estão em Leopoldina

Inicialmente eles ficarão hospedados em um hotel no centro da cidade

Luiz Otávio Meneghite - Jornal Leopoldinense
Jornal Leopoldinense

A Secretária Municipal de Saúde, Lúcia Helena Fernandes da Gama, retornou na terça-feira, 22/4, de Belo Horizonte onde recepcionou em nome do prefeito José Roberto de Oliveira, três médicos cubanos integrantes do ‘Programa Mais Médicos’, que já estão à disposição para trabalhar em Leopoldina. 

São duas mulheres e um homem, Lázara Milagros Velasco Gomes, Marlene Muniz Tamaio e Oleski Savala, que serão lotados preferencialmente nas unidades básicas de saúde do Programa Saúde da Família. 

Inicialmente eles ficarão hospedados em um hotel no centro da cidade e mais à frente serão instalados em apartamento alugado pelo município com recursos do Ministério da Saúde. É possível que sejam alugados dois apartamentos, um deles para abrigar as duas médicas que já decidiram que vão morar juntas. O salário, aluguel, mobiliário e alimentação serão pagos pelos próprios médicos com recursos repassados pelo Governo Federal. 

Segundo a Secretária Lúcia Gama, os três médicos estão ansiosos por começarem a trabalhar e no dia seguinte à chegada em Leopoldina fizeram uma visita à Secretaria Municipal de Saúde para conhecerem toda a estrutura de funcionamento do setor.  Dali, sempre em companhia da Secretária de Saúde, percorreram as áreas de abrangência das UBS do município. O jornal Leopoldinense apurou que todos os três já participaram de outras missões voluntárias em países como Venezuela e Angola. Em Leopoldina, os médicos cubanos não vão ocupar lugares de médicos brasileiros e suprirão vagas onde se tem encontrado dificuldade de permanência de profissionais.

A Secretária Lúcia Gama contou ao jornal Leopoldinense que,  o que ouviu dos três médicos durante a viagem para Leopoldina, a deixou entusiasmada. “É tudo o que sonhei para o Programa Saúde da Família em Leopoldina. Acredito, disse Lúcia, que a maior parte dos nossos problemas no setor serão resolvidos com esses profissionais”

O Prefeito José Roberto também falou da chegada dos médicos cubanos: “É com grande satisfação que recebemos os três médicos, dentro do programa do Governo Federal e vamos dar toda assistência necessária, para o bom desempenho destes profissionais, priorizando cada vez mais, uma saúde melhor para os leopoldinenses”, finalizou.

Cubanos já estão adaptados à vida no Brasil  

Segundo matéria veiculada no jornal O TEMPO, de Belo Horizonte, em todas as cidades onde os cubanos já estão trabalhando, os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) estão satisfeitos com o carinho dos novos médicos, os profissionais estrangeiros também já se sentem à vontade no Brasil onde têm tido uma rotina tranqüila,  trabalhando de segunda a sexta-feira, de 8h às 17h. A mudança no atendimento nas unidades que receberam profissionais cubanos pelo ‘Mais Médicos’ pode ser ilustrada com um gesto simples. A cadeira do paciente, que costuma ficar em frente à mesa do médico, é colocada ao lado do profissional. Motivo de estranheza nos primeiros dias, a proximidade tem a preocupação de humanizar mais o serviço.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »