04/04/2016 às 18h55min - Atualizada em 04/04/2016 às 18h55min

J. Hawilla, sócio da Globo, admitiu ter pago propina pela Libertadores

Brasil 247
Hawilla confessou que pagou propina ao então presidente da Conmebol Nicolas Leoz e outros executivos da entidade.
Reportagem do Centro de Investigação Jornalística do Chile (Ciper), parte do escândalo que ficou conhecido como 'Panamá Papers', revela um esquema de corrupção montado pelo ex-presidente da Confederação Sul Americana de Futebol (Conmebol) Nicolas Leoz para venda dos direitos de transmissão da Copa Libertadores da América. 

A operação envolve o pagamento de propina pela empresa T&T, formada por meio da Mossack & Fonseca, e cujos sócios são as empresas Argentina Torneios e Competições e a Traffic, de propriedade do brasileiro José Hawilla.

Segundo o Ciper, José Hawilla confessou à Justiça dos Estados Unidos que pagou propina ao então presidente da Conmebol Nicolas Leoz e outros executivos da entidade para obter os direitos para transmitir a Copa Libertadores da América entre 1987 a 1995. A operação garantiu à Conmebol um total de US$ 262 milhões.

José Hawilla é sócio da Globo, dono da maior afiliada da Rede da família Marinho, a TV TEM.

Leia mais sobre o assunto.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »