22/04/2016 às 19h10min - Atualizada em 22/04/2016 às 19h10min

"Impeachment é uma bomba!", diz Joaquim Barbosa

Ex-presidente do STF afirmou que mecanismo é "legítimo", mas "provocador de rachas"

Jornal do Brasil
O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa disse nesta quarta-feira (21), em sua conta no Twitter, que a ferramenta do impeachment na política "é uma formidável ferramenta contramajoritária", mas que pode ser "uma bomba", "destrutivo".

"Impeachment é uma formidável ferramenta contramajoritária. É inerente ao próprio sistema presidencial de governo. Impeachment é uma bomba! É um mecanismo legítimo, mas traumático; necessário, mas deve ser usado com precisão quase científica. É previsto na nossa Constituição, em uma lei federal e em normas regimentais da Câmara e do Senado. Regenerador em alguns casos, mas em outros pode se revelar destrutivo, convulsivo, provocador de 'rachas' duradouros na sociedade", afirmou Barbosa.

Segundo o ex-ministro, que dará palestra sobre o cenário político-constitucional nesta sexta-feira (22) em Florianópolis, o impedimento de mandato no presidencialismo é um recurso feito por e para tempos anteriores, quando ainda predominavam "guerras de facções".

"Tenham em mente: impeachment foi concebido por e para uma sociedade de antanho, em que ainda predominavam as 'guerras de facções'. Foi concebido por pessoas que criavam normas para o presente, mas pensando na sua aplicabilidade no futuro, algumas gerações à frente", argumentou o ex-ministro da Corte Suprema.

"É de chorar de vergonha!", diz Joaquim Barbosa sobre votação de impeachment

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa se manifestou pelas redes sociais na madrugada desta terça-feira (19) sobre a votação pelo prosseguimento do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff no último domingo (17). Barbosa recomendou entrevistas e reportagens feitas pela imprensa estrangeira sobre o cenário político no país. 

"Recomendo o vídeo da excelente entrevista concedida pelo jornalista Glenn Greenwald a Christiane Amanpour, da CNN", escreveu Barbosa em sua conta no Twitter. "Nesse vídeo você vai ver algo raro na imprensa brasileira hoje: informação objetiva, clara, sem viés político", completou o ex-presidente do STF. 

"Recomendo igualmente a leitura de matéria publicada pela 'The Economist' sobre a votação de domingo na Câmara. Na matéria, a revista traz a lista das 'justificativas de voto' dos senhores deputados. É de chorar de vergonha! Simplesmente patético! Anotem: ainda teremos outras razões para sentir vergonha de nós mesmos em toda essa história", complementou Barbosa.
 

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »