28/04/2016 às 16h52min - Atualizada em 28/04/2016 às 16h52min

Festa da Diversidade movimenta distrito de Sobral Pinto, em Astolfo Dutra no sábado(30)

Entre as atrações a Folia de Reis Anjo Rafael, do Bairro Bela Vista, de Leopoldina

Praça do distrito de Sobral Pinto, em Astolfo Dutra.
O Ministério da Cultura e o Grupo Bauminas apresentam a Festa da Diversidade, promovida pelo projeto Cidade Cenário, que será realizada no dia 30 de Abril de 2016, no distrito de Sobral Pinto, em Astolfo Dutra (MG).
 
A programação da festa, que visa valorizar a cultura local e nacional e criar um elo entre os elementos de aprendizado nas oficinas oferecidas pelo projeto, terá inicio às 17h, com um cortejo acompanhado pela Charola de São Sebastião, do Bairro Sol Nascente, de Cataguases (MG), saindo da Capela de Nossa Senhora Auxiliadora para bênção inaugural do Cruzeiro de Sobral Pinto. Logo após, por volta das 19h, na Avenida Cel. Póvoa (próximo à antiga Estação Ferroviária) se apresentarão o Mineiro-Pau da Associação dos Idosos de Cataguases; a Folia de Reis Anjo Rafael, do Bairro Bela Vista, de Leopoldina (MG); a Folia de Reis do Bairro Sol Nascente, de Cataguases, e o Congado de Nossa Senhora do Rosário, de Visconde do Rio Branco (MG). Em seguida, às 20h30, show do “Trio Nova Esperança & Tumati e seus Pepinos”, composto de músicos vizinhos ao distrito. E finalizando a festa em grande estilo, show do “Trio Pé de Serra”, com Oswaldinho do Acordeon, artista brasileiro reconhecido em âmbito internacional. 
 
Para tornar o evento ainda mais delicioso, barracas oferecerão ao público a possibilidade de comprar uma variedade da comida, dos quitutes e do artesanato da região.
 
O projeto CIDADE CENÁRIO, iniciado em 2015 com ações voltadas para a arte-educação, através de oficinas de “sanfona”, “ marcenaria” e “confecção de estandartes”, vem contribuir para fortalecer o vínculo comunitário, a sustentabilidade econômica e o desenvolvimento sociocultural de Sobral Pinto, na medida em que incentiva a participação da comunidade na preservação, criação e produção de bens culturais que representam as humanidades originais da região da zona da mata mineira, aliadas à contemporaneidade.
 
Todas as atividades do projeto e a programação da festa são inteiramente gratuitas e com classificação livre! NÃO PERCA! TRAGA sua FAMÍLIA!
 
A FESTA DA DIVERSIDADE é promovida pelo PROJETO CIDADE CENÁRIO, que atua através da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet), tem o patrocínio do Grupo Bauminas e a realização da Fundação Simão José Silva e do Ministério da Cultura. Idealização: Andréia Barbosa Silva; Concepção de Projeto e Direção Geral: Rita Cupertino; Consultoria: Pedro Marcos de Oliveira; Produção Executiva e Comunicação: Rodney Rocha; Secretaria Executiva: Ana Paula Mendonça.
           
Para informações sobre o projeto, galeria de fotos e mais detalhes da festa, acesse o nosso hotsite: www.fundacaosimao.org.br/cidadecenario .
 
GRUPOS:
 
. Charola de São Sebastião
A Charola de São Sebastião do Bairro Sol Nascente, em Cataguases (MG), teve início ainda no início da década de 1980, a partir de uma promessa feita pelos Mestres João de Assis de Souza e Jorge Luiz Ribeiro, pedindo ao Santo que intercedesse em prol de uma criança adoentada. Muito além dos sete anos prometidos na ocasião, essa charola se mantém na cultura da cidade por mais de 35 anos.
 
. Mineiro-Pau
O Mineiro-Pau de Cataguases surgiu há aproximadamente 20 anos, logo após a criação da Fundação dos Idosos da cidade, conhecida como Pró-Idoso. Atualmente, o grupo, que já realizou dezenas de apresentações em Cataguases e cidades da região, é coordenado pelo Sr. Sebastião Timóteo.
 
. Folia de Reis
A Folia de Reis Anjo Rafael, do Bairro Bela Vista, em Leopoldina (MG), é uma associação formada há sete anos pelos Mestres José Roberto, Luiz Henrique e Heloísa Bento dos Santos. Atualmente, conta com mais de 30 integrantes, incluindo muitos jovens dedicados ao aprendizado e manutenção dessa rica manifestação folclórica.   
 
A Folia de Reis do Bairro Sol Nascente, em Cataguases (MG), foi fundada no ano de 2006 pelo Mestre Luiz Tomás Pires, falecido, infelizmente, cerca de dois anos atrás. Coube, desde então, principalmente ao Mestre Francisco Antônio Alves, assumir a responsabilidade, juntamente com os 25 integrantes do grupo, de manter viva essa tradição.
 
. Congado
O Congado de Nossa Senhora do Rosário é uma tradição centenária de Visconde do Rio Branco, tendo sido iniciado pelo Sr. Salvador Muniz ainda no final do século XIX. Atualmente, o Congado tem como Presidente a Sra. Rosário Muniz de Melo, e reúne mais de 300 pessoas nos seus encontros.
 
SHOWS:
 
. Trio Nova Esperança & Tumati e seus Pepinos
Inspirados pela tradição, o Trio Esperança & Tumati e seus Pepinos, tocam as músicas dos bailes dos sertões, das folias e gafieiras _ Xote, Calango e Forró rasgado.

Celinho da Vila Santana com sua ‘oito baixos’ toca a nossa melhor música caipira com o acompanhamento competente de Zi (violão), Moreno Rodrigues (acordeon), Pedro Marcos (viola), Hélder Silva (guitarra) , Gemilson Dias (contrabaixo) e Rogério Mendonça (bateria e percussão).
 
. Trio Pé de Serra - Oswaldinho do Acordeon
Oswaldinho do Acordeon é reconhecido mundialmente pelas “fusões” de estilos musicais em suas obras, além de estar sempre difundindo seu instrumento para a quebra de barreiras culturais.

Sempre mantendo viva suas raízes, este show é uma grande viagem pela música tradicional nordestina, com composições e parcerias marcantes, como “Um tom pra Jobim”, “Forró Feroz” e “Jeito Barroco”, além da relembrança de sucessos dos principais contribuintes para a história do Forró, como Dominguinhos, Sivuca, Marinês, Jackson do Pandeiro e, é claro, o pai de Oswaldinho, Pedro Sertanejo, grande percursor do forró em São Paulo.

Nesse formato “Trio Pé de Serra”, Oswaldinho do Acordeon é acompanhado pelos músicos Felipe Silva (zabumba), Pablo Moura (acordeon base) e a cantora Thais Nogueira (voz e triângulo). 
 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »