22/05/2016 às 12h03min - Atualizada em 22/05/2016 às 12h03min

Colegas de Ginásio fazem homenagem póstuma ao treinador Paulo Emílio

Alunos do Ginásio Leopoldinense da turma de 1954 divulgam texto feito em homenagem ao ex-aluno da turma de 1954

Paulo Emílio Frossard, o ex-treinador Paulo Emílio, morreu em 16 de maio de 2016, aos 80 anos.
Milton Nascimento, nosso famoso cancioneiro carioca. mas mineiro de coração, em momento de grande inspiração cantou:"Amigo é coisa pra se guardar do lado esquerdo do peito".

Amizade não se impõe. Ela surge de forma espontânea, naturalmente. É um sentimento nato que perdura eternamente, independente de convivência cotidiana. Não tem explicação plausível. É uma força que une dois ou mais e até mesmo grupos de indivíduos que, em certa ocasião, tiveram elos comuns, elos esses, via de regra forjado na infância ou juventude.

Foi assim que nosso Colégio Leopoldinense serviu de elo, na década de 50, a quatro dezenas de jovens que, inexoravelmente, tiveram que buscar em outras plagas,  afirmações profissionais. Apenas a distancia os separou, deixando inquebrantável a afeição que os unia. Os jovens de ontem se converteram em médicos, dentistas, advogados, engenheiros, empresários, professores, musicistas, enfim, formaram uma legião de valiosos profissionais. Entretanto, um deles se destacou de forma inusitada por ter conseguido dar alegrias incontidas a milhares de torcedores de norte a sul do Brasil, como, atleticanos, santistas, vascaínos, botafoguenses e mais uma dezenas de outros clubes e, igualmente, a todos simpatizantes do futebol  arte.  Certamente foi no Fluminense que ele alcançou o apogeude sua carreira, comandando a mais extraordinária "maquina" de craques do futebol brasileiro. Depois disso, Portugal, Emirados e Japão, importaram para seus estádios, o criador de táticas e esquemas eternizadas em seu livro FUTEBOL: dos Alicerces ao Telhado.

O tempo passou, nosso grupo está, gradativamente minguando, dentro do seguimento natural da vida.  Entretanto, nesta semana fomos abalados com o súbito falecimento donosso querido "técnico" que um câncer, fulminante o levou para atuar em outros estádios de gramados mais verdejantes.

Natural de Espera Feliz, tinha Leopoldina como sua segunda cidade-mãe. Aqui, no então respeitabilíssimo Colégio Leopoldinense fez seu ginasial e seu científico nos anos 50. Nunca se “desgrudou” da nossa terra, aqui voltando vez ou outra para matar saudades, rever amigos e foi presença efetiva na totalidade dos encontros de ex-alunos, ocasião em que, com a natural vocação para aglutinar pessoas à sua volta, a todos deleitava com sua presença amiga, seu sorriso cativante, sua simpatia espontânea.

Depois de se dedicar anos a fio para cuidar de sua amada esposa, que lhe sobrevive, eles nos deixa vitimado por um linfoma fatal.

Até breve AMIGO! Você sempre estará "guardado no lado esquerdo dos nossos peitos"

DESCANSE EM PAZ: PAULO EMÍLIO FROSSARD JORGE! Seus colegas da turma de 1954.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »