24/05/2016 às 00h00min - Atualizada em 24/05/2016 às 00h00min

DNIT vai instalar três quebra-molas na BR116 em Leopoldina

Ação visa reduzir índice de acidentes na região de acesso aos bairros São Cristóvão e Três Cruzes

POR JOÃO GABRIEL B. MENEGHITE
BR116, proximidades do bairro Três Cruzes. (Foto: João Gabriel B. Meneghite)
O DNIT - Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre vai instalar três quebra-molas na BR116, no trecho que corta o município de Leopoldina.
A informação foi obtida pela reportagem do jornal Leopoldinense na manhã desta segunda-feira (23/05), através do engenheiro Márcio Gusmão, responsável pelo DNIT de Leopoldina.


Segundo Gusmão, a PRF- Polícia Rodoviária Federal orientou sobre a necessidade da instalação de redutores de velocidade em três pontos da rodovia: numa reta próximo ao bairro Três Cruzes; próximo do acesso ao bairro São Cristóvão [região do antigo Café Emma] e no trevo do posto de fiscalização da PRF - proporcionando aos policiais mais segurança e facilidade de abordagem.


► Trevo do posto de fiscalização da Polícia Rodoviária Federal em Leopoldina.

Há algum tempo o jornal Leopoldinense vem publicando reportagens sobre a preocupação da população com os constantes acidentes na região, principalmente àqueles que utilizam a rodovia para ter acesso aos bairros Três Cruzes, São Cristóvão e Fortaleza.

Outro questionamento levado ao DNIT foi em relação aos trevos, e uma suposta necessidade de remodelação dos mesmos. O engenheiro Márcio Gusmão comentou que cerca de 80% dos acidentes nesses locais são decorrentes de imprudência dos motoristas. Ele informou ainda que o DNIT tem reforçado a sinalização nos trevos da região, e que um estudo pode ser realizado para análise técnica, sobre a necessidade ou não de uma remodelação nesses locais.


► Trevo de entroncamento da BR116 (Leopoldina-Rio) com a BR267 (Leopoldina-Juiz de Fora) - Foto: Minas Drone


Trevo de acesso à cidade pela rua José Peres (Pórtico) - Foto: Minas Drone


Trevo de entroncamento da BR116 com a BR120 (Leopoldina-Cataguases) - Foto: Minas Drone

Desde 2013 o vereador Diego Sávio, PTdoB, vem protocolando indicações solicitando ao Chefe do Dnit a instalação de radares ou redutores de velocidade no trecho entre a empresa de bebidas Distribuidora Damata e nas proximidades do Bairro Três Cruzes no trecho correspondido na altura dos quilômetros 765 e 766.
Ao todo, foram três indicações: Indicação nº 35, de janeiro de 2013, Indicação nº 45, de fevereiro e a Indicação 205, de novembro de 2013.

Além das indicações, o vereador Diego Sávio, protocolou junto ao Ministério Público solicitação para que fosse instalado nas proximidades do Bairro Três Cruzes radares ou redutores de velocidade para diminuir a incidência de acidentes neste trecho.

Não contente, o vereador protocolou um pedido ao Ministério Público Federal solicitando explicações sobre a não instalação de radares ou redutores de velocidade na altura dos quilômetros 759 e 761 da BR 116. No pedido, o vereador anexou algumas fotos dos acidentes, inclusive com vítimas fatais, que vem ocorrendo insistentemente na altura dos referidos quilômetros.

Vítima da BR 116, o vereador Diego Sávio sabe, exatamente, a dor que causa nas famílias atingidas por esta rodovia. "A instalação dos redutores ao longo do trecho do Bairro Três Cruzes é uma grande notícia, isto só me motiva a continuar lutando por benefícios que atingem toda a população", comemorou o vereador Diego Sávio.

 
Prefeitura ficará responsável pela sinalização

O jornal Leopoldinense obteve a informação de que o DNIT propôs uma parceria à Prefeitura de Leopoldina na qual o órgão federal ficará responsável pela construção e pintura dos redutores de velocidade e o município ficará responsável pela sinalização vertical que anunciará a existência deles a partir de 100 metros de distância para que os motoristas não sejam surpreendidos com os ‘quebra-molas’.

Segundo o Chefe do Departamento Municipal de Trânsito e Presidente do Conselho Municipal de Trânsito, José Geraldo Cevidanes, o prefeito José Roberto de Oliveira já autorizou a realização de uma tomada de preços para a confecção das placas de sinalização que obedecerão ao padrão previsto no Código de Trânsito Brasileiro conforme orientação do DNIT.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »