03/06/2016 às 10h00min - Atualizada em 03/06/2016 às 10h00min

A tocha que passou em Leopoldina em 1968

No ano de 1968 passou por Leopoldina a tocha do Fogo Simbólico da Pátria, e entre as pessoas que a conduziram pelas ruas da cidade estava a hoje professora Iolanda Campos, como registra o diploma recebido por ela.

O “FOGO SIMBÓLICO DA PÁTRIA” surgiu em 1937, como idéia de um grupo de patriotas, no Rio Grande do Sul, que procurava um símbolo que representasse o ardor cívico do nosso povo. A escolha recaiu sobre o FOGO, elemento cuja descoberta deu início a evolução do homem.

Levada a idéia à LIGA DA DEFESA NACIONAL, foi acolhida com muito entusiasmo, sendo complementada com o acréscimo de que o FOGO SIMBÓLICO DA PÁTRIA deveria percorrer o território nacional, numa corrida de revezamento que iria ser denominada CORRIDA DO FOGO SIMBÓLICO DA PÁTRIA.Assim, em 1938, foi realizada uma pequena corrida, num trecho de 26 km, entre as cidades de VIAMÃO e de PORTO ALEGRE, constituindo-se ela na 1º Corrida do Fogo Simbólico da Pátria.

Com informações do Blog Regiscap1

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »