08/06/2016 às 09h06min - Atualizada em 08/06/2016 às 09h06min

Ponte da rua da Floresta recebe acabamento lateral em formato de arco

Largura foi aumentada para melhorar fluxo de trânsito na região central, Acabamento está dando charme e beleza ao local chamando a atenção das pessoas.

Edição: Luiz Otávio Meneghite
O equipamento foi feito por profissionais da própria Prefeitura.
As obras de ampliação da ponte localizada na rua Francisco Andrade Bastos, popularmente chamada de "rua da Floresta" tiveram mais um impulso nesta terça-feira, 7 de junho, com  o início da colocação do acabamento lateral em formato de arco, em lugar dos tradicionais corrimãos, tornando-a diferente de todas as outras pontes existentes em Leopoldina. O acabamento surgiu de uma idéia do prefeito José Roberto de Oliveira e foi confeccionado por profissionais especializados do quadro de pessoal da própria Prefeitura.


Os trabalhos deverão estar concluídos ainda esta semana, mas a data de inauguração ainda não foi anunciada mas,  deverá ocorrer ainda no mês de junho, uma vez que a data limite permitida pela legislação eleitoral para inaugurações com a participação do prefeito é de 1º de julho.

 ►
A ponte passou a ter a mesma largura da rua. (Foto: Kalon Moraes)

A movimentação de homens e equipamentos no local chamou a atenção das pessoas, que passaram por ali durante o dia, muitos comentando sobre a importância da obra em si, que dará maior fluidez ao trânsito no centro da cidade, e elogiando pelo acabamento que está sendo introduzido dando charme e beleza à ponte além de oferecer segurança aos pedestres que por ali passam diariamente
 
Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura, antes do início das obras foi feita uma minuciosa fiscalização em sua parte interna, sob a sua plataforma, onde  cabos e fios de TV, internet e telefone são conduzidos paralelos com canos d’água e redes pluviais e de esgoto.
 
Oficialmente batizada por lei municipal como rua Francisco Andrade Bastos, mas popularmente conhecida como rua da Floresta, a via pública que liga a rua 27 de Abril, no bairro Fábrica, à Praça Félix Martins, no centro da cidade, tem trânsito intenso que era prejudicado devido à largura estreita da ponte existente sobre o córrego Feijão Crú.

De acordo com o engenheiro José Márcio Gonçalves Lima, secretário municipal de Obras, a Prefeitura utilizou quatro vigas metálicas de 15 metros de extensão cada uma, duas de cada lado, no alargamento da ponte que passou a ter a mesma largura da rua. Também os passeios laterais foram alargados acompanhando os passeios.

A antiga ponte não comportava a passagem de dois veículos em sentidos opostos ao mesmo tempo.

Devido a sua localização central, a ponte é um ponto de grande fluxo de moradores da região dos bairros de Fátima, Fábrica, Praça da Bandeira e adjacências que usam aquela região para se deslocarem até ao centro comercial de Leopoldina.
 
“Esse empreendimento vai trazer grandes benefícios para nossa população. Seja melhorando a vida dos motoristas com melhorias no trânsito local, seja promovendo mais segurança para os pedestres, mas principalmente na questão da segurança das pessoas, que passam por ali diariamente", explicou Dr. José Roberto.

Ponte da ‘rua da Floresta’ ganha nome de Prefeito Wilson Pimentel

O prefeito José Roberto de Oliveira sancionou Lei de autoria do vereador Rodrigo Junqueira Reis Pimentel, dando o nome de Prefeito Wilson Pimentel à ponte localizada na rua Francisco Andrade Bastos, antiga rua da Floresta. O ato oficial foi aprovado pela Câmara Municipal de Leopoldina e recebeu a sanção do prefeito no dia 3 de fevereiro deste ano passando a ter validade com sua publicação no dia 18 de fevereiro, na edição nº 1688, do Diário Oficial dos Municípios Mineiros.

Segundo pesquisa feita pelo jornal, trata-se da primeira ponte no perímetro urbano a receber um nome oficial. O nome de Wilson Pimentel já foi dado oficialmente a uma pequena praça na rua Olinto Gonçalves Neto na ligação da rua Professor José Lintz com o bairro Joaquim Furtado Pinto, também conhecido como Cohab Nova.
Wilson Pimentel foi o 23º prefeito de Leopoldina. Ele foi eleito na condição de vice de Joaquim Furtado Pinto, tendo assumido a Prefeitura em 1979 governando o município  até 1983.

Fontes: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Leopoldina, Câmara Municipal de Leopoldina e arquivo do jornal Leopoldinense, com fotos de Kalon Moraes e João Gabriel Baia Meneghite.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »