17/06/2016 às 14h48min - Atualizada em 17/06/2016 às 14h48min

Carolina Pimentel visita Formoso para entregar projeto Água Vida

Mais de 150 famílias do município receberam kits para ter acesso a água potável

Foto:Marcelo Sant'Anna/Imprensa MG

presidente do Servas, Carolina Oliveira Pimentel, finalizou nessa quinta-feira (16/6), em Formoso, Noroeste de Minas Gerais, a entrega dos 154 módulos sanitários e cisternas, com captação de água da chuva, da primeira fase do programa Água Vida, realizado em parceria com o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG).

Desde a criação do Servas, é a primeira vez que uma primeira-dama e presidente da entidade visita o município e suas comunidades. O ato de encerramento foi realizado no Projeto de Assentamento São Cristóvão, na zona rural de Formoso, e reuniu dezenas de pessoas atendidas pelo projeto, autoridades locais e representantes de movimentos sociais da região.

Foram beneficiados os assentamentos São Cristóvão, Capão do Mel, Três Capões, São Francisco, Surrado Piratinga, Piratinga e as comunidades Linguiça, Cajueiro e Campo de Fora assinaram os termos de doação do kit e responderam a um questionário de avaliação do projeto.

Ao todo, como parte do projeto em parceria com o MPMG, foram entregues 77 unidades do Água Vida nas áreas rurais de Arinos, também no extremo Noroeste de Minas Gerais, e outros 77 nos assentamentos e comunidades rurais de Formoso.

O projeto teve início em março de 2015 e todos os kits foram distribuídos para as famílias dentro dos prazos do convênio com o Ministério Público de Minas Gerais e com a Companhia de Gás de Minas Gerais (Gasmig), parceiros e financiadores do projeto.

"É emocionante chegar até aqui e ver que o projeto deu certo e que ajudou a mudar a vida de pessoas que já passaram por muitas dificuldades para ter água limpa, no mínimo, para beber e cozinhar”, salientou a presidente do Servas, que esteve em Arinos, em agosto de 2015, na inauguração das primeiras unidades.

Ainda na conversa com a população, Carolina lembrou que a instituição busca marcar presença no interior do estado. “Fazer parte desta transformação é um orgulho para mim e para o Servas, que trabalha estrategicamente para atender, ao máximo, as várias regiões de Minas Gerais", completou, emocionada.

Beneficiários do Água Vida, dona Rosa e seu Valton Santos cederam a área externa de sua casa para a realização da cerimônia. Na oportunidade, Carolina entregou a eles o termo de doação e a placa do projeto Água Vida, que foi colocada na parede do módulo sanitário pelos três.

"Só de saber que agora a gente tem água pelo menos para beber, água limpa e fresquinha, dá um alívio. A cisterna não está tão cheia porque choveu pouco na época que deveria chover, por isso estamos economizando. Mas dá um alívio muito grande", explicou Valton, enquanto mostrava o funcionamento da cisterna para os amigos, familiares, moradores e outros presentes ao evento.

Outro beneficiário, seu Osório Geraldo dos Santos, de 69 anos, comemora por não ter que repetir mais a dura rotina de apanhar água longe de sua casa, também no São Cristóvão. “Eram três quilômetros até o rio. Se não tinha cavalo, era no lombo mesmo que a gente carregava os litros d'água”, contou, emocionado.

“Agora não, tem para a gente beber fresquinha, só bombear. Até enterrei metade da cisterna pra conservar fresquinha. Deus abençoe que não falte chuva”, acrescentou um, agora, esperançoso Osório.

Entre as autoridades, participaram também da cerimônia a vice-presidente do Servas, Betânia Lemos, o deputado estadual Paulo Guedes (PT), a prefeita de Formoso, Nena Marquese, o presidente da Câmara Municipal de Formoso, José Pezão, e a presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Formoso, Raimunda Muniz.

 

Projeto Água Vida

O primeiro projeto da gestão Servas 2015 tem como objetivo proporcionar água potável e condições básicas de saneamento a famílias rurais do semiárido mineiro. O foco é complementar as políticas públicas estaduais de desenvolvimento social, combate à crise hídrica e preservação dos recursos naturais.

Idealizado sob a diretriz do 7º Objetivo do Milênio da ONU – Qualidade de Vida e Respeito ao Meio Ambiente, o projeto Água Vida prevê a instalação de módulos sanitários interligados a biodigestores para substituir o uso sanitário a céu aberto.

O projeto também prevê a construção de pequenas coberturas para captar água de chuva em cisternas, fornecendo água potável à população local durante o período de estiagem.

SEGOV - Governo de Minas - Central de Imprensa
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »