08/08/2016 às 00h00min - Atualizada em 08/08/2016 às 00h00min

Federação de Hospitais anuncia encontro e curso em Leopoldina nesta terça, 9 de agosto

Participarão mais de 20 hospitais da região, sob a coordenação da FEDERASSANTAS, entidade que representa mais de 380 hospitais filantrópicos no Estado.

Edição: Luiz Otávio Meneghite
A provedora da Casa de Caridade,Vera Maria do Vale Pires, e o administrador da CCL, Wolney Aguilar Silva.
A Provedora da Casa de Caridade Leopoldinense, Vera Maria do Vale Pires e o Administrador do Hospital, Wolney Aguilar Silva, serão os anfitriões nesta terça-feira, 09 de agosto, entre 13:00 e 17:00 horas, da reunião mensal da coordenação regional da Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos de Minas Gerais – FEDERASSANTAS, onde serão discutidos assuntos de relevância regional.

Participarão mais de 20 hospitais da região, sob a coordenação da FEDERASSANTAS de Belo Horizonte, entidade que representa mais de 380 hospitais Filantrópicos no Estado.

“Estamos vivendo momentos de muitas incertezas econômicas e políticas em nosso País, e a área da saúde está cada vez mais acéfala de liderança nacional, vivemos sob uma batuta de líderes que não conhecem a realidade da Saúde e suas necessidades, transferem para nós, hospitais, a responsabilidade do cuidado ao paciente em sua maior necessidade que é o bem estar de sua saúde, sem pensar nos custos para sua realização que estão há mais de 10 anos sem reajustes”, disse ao jornal Leopoldinense, o administrador da CCL, Wolney Aguilar Silva.

Segundo Wolney, “esses encontros são realizados mensalmente em cada hospital da região macro  de Juiz de Fora e conta com mais de 93 cidades,  onde são discutidos assuntos de grande relevância a todos os prestadores de serviços. A pauta da reunião em Leopoldina será a discussão sobre a Contratualização do SUS com os Hospitais Filantrópicos; novos modelos de contratos com prestadores de serviços terceirizados; unificação de modelo de contrato com Planos de Saúde; discussão sobre a cobrança do ICMS da energia elétrica aos hospitais; além de termos durante todo o dia, paralelamente, a realização do Curso do CEBAS na Casa de Leitura Lya Botelho, que devido a alteração da nova política para certificação das entidades filantrópicas aos hospitais prestadores de serviços torna-se obrigatório o credenciamento das entidades; estamos nos unindo como um só corpo e uma só mente, estes são assuntos pertinentes a todos os hospitais, que vivenciam problemas semelhantes diariamente” informa o administrador complementando:

“Muito nos honra poder sediar tal reunião em nosso hospital, em virtude de sua magnitude e mostra mais uma vez que os hospitais, mesmo sendo discriminados pelo erário público, mantém diálogo em conjunto na busca de soluções que visam a manutenção e da qualidade do serviço de saúde a ser prestada aos pacientes. Aproveitamos e agradecemos à Provedoria, a todos os funcionários, médicos do corpo clínico, prestadores de serviços, mesa administrativa, conselho e associados, que não tem medido esforços para mantermos nosso hospital em condições de prestar um serviço mais humano e solidarizado a todos que nos procuram.Um fator importante é o financiamento do sistema, especialmente a respeito da filantropia e hospitais públicos. Já existem grandes discussões de reavaliação desse modelo. Por mais que se injete dinheiro, dificilmente serão os melhores possíveis. É fundamental um somatório da revisão do financiamento com aumento e valorização a excepcionais resultados assistenciais. Hospitais precisam ter condição de prestar uma assistência cada vez melhor e segura para o paciente. É dessa forma que os custos caem e isso se torna um sistema viável”, finaliza Wolney Aguilar Silva, administrador da Casa de Caridade Leopoldinense.
 
Curso acontece na Casa de Leitura Lya Botelho



Na programação do Encontro da FEDERASSANTAS em Leopoldina, um curso que será ministrado nas dependências da Casa de Leitura Lya Botelho, sobre concessão e renovação do CEBAS, um certificado concedido pelo Governo Federal, por intermédio dos Ministérios da Educação, do Desenvolvimento Social e Combate à Fome e da Saúde, às pessoas jurídicas de direito privado, sem fins lucrativos, reconhecidas como entidades beneficentes de assistência social que prestem serviços nas áreas de educação, assistência social ou saúde.
 
Tendo como facilitadora, a Assessora Técnica da Federassantas, Rita Lima, com mais de 10 anos de experiência em processos de certificação de instituições filantrópicas de saúde, o curso terá carga horária de oito horas, entre 09:00 e 17:00 horas, (com intervalo para almoço) tendo como público alvo os gestores, técnicos e profissionais responsáveis pelo controle de documentação e processos de concessão e renovação dos certificados de filantropia junto ao Ministério da Saúde (DCEBAS) com o objetivo de capacitar os participantes para o cumprimento das exigências relativas ao processo de concessão/renovação do CEBAS (Certificado de Filantropia).

O conteúdo programático do curso é: Normas aplicáveis (Leis, Decretos e Portarias); Passo a passo sobre a documentação exigida; Principais erros (Diligências); O papel da Federassantas na conferência dos documentos antes do envio; Acompanhamento do processo de certificação e Requerimento eletrônico via sistema -SISCEBAS-MS.

Estado se compromete a fazer pagamentos em atraso para Hospitais Filantrópicos

Desde o dia 05 de Julho a FEDERASSANTAS vem participando de várias reuniões no âmbito da Câmara de Prevenção e Resolução de Conflitos, instituída pela Resolução Conjunta EMG PGJ n 1, de 11 de setembro de 2015, presidida pelo Procurador Geral de Justiça, com fundamental participação do CAO Saúde, COSEMS-MG, e Estado de Minas Gerais, com representantes de várias Secretarias de Estado como a de Governo, Fazenda, Planejamento,  Saúde, dentre outras. Estas reuniões ocorreram com o objetivo de buscar a regularização dos repasses em atraso dos programas estaduais como ProHosp, Rede Resposta, Câmara de Compensação, dentre outros, na perspectiva de se evitar de imediato a via judicial para recebimento destes valores. No decorrer das reuniões o Estado se dispôs, dentro das suas dificuldades orçamentárias e financeiras, apresentar um cronograma de repasses das verbas em atraso. No dia 22 de Julho, finalmente firmou-se compromisso do Estado em ata, que foi assinada na sede no Ministério Público. Nela, constam as deliberações acerca dos pagamentos em atraso. O Estado prometeu que fará todos os pagamentos constantes em uma planilha, contendo os programas com pagamentos em atraso e seus respectivos valores. Esta planilha está disponível para consulta no site da FEDERASSANTAS, na área exclusiva para os hospitais filiados.

Fontes: Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos de Minas Gerais e Casa de Caridade Leopoldinense


 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »