12/08/2016 às 09h39min - Atualizada em 12/08/2016 às 09h39min

Casamento comunitário já legalizou união de 74 famílias em Leopoldina.

Em sua terceira edição evento lotou o ginásio poliesportivo do Bela Vista

TEXTO E FOTOS JOÃO GABRIEL B. MENEGHITE
A Igreja Metodista Bom Pastor, entidade cristã social, promoveu o terceiro casamento comunitário de Leopoldina. O evento oficializado pelo Cartório de Registro Civil das Pessoas Naturais de Leopoldina ocorreu no dia 06 de agosto, no Ginásio Poliesportivo Dr. José Bastos Faria Freire (Poliesportivo do Bela Vista).

Esta é a terceira vez que os organizadores promovem esse tipo de evento, que reuniu vinte e três casais em 2014, vinte e cinco em 2015 e vinte e seis este ano.

Para o pastor Venildo dos Santos, da Igreja Metodista Bom Pastor, há muito tempo o projeto do casamento comunitário já vem sendo pensado com objetivo de contribuir para a resolução de um problema antigo que afeta muitas famílias, que é a legalização da união civil.
Venildo dos Santos, da Igreja Metodista Bom Pastor

O casamento comunitário é um meio alternativo em que as pessoas encontram a maneira de solucionar a vida civil, quando o indivíduo está solteiro, amasiado, divorciado ou viúvo.
 
Muitas pessoas tiveram que lidar com a perda do companheiro, e com isso muitos problemas acarretaram atrasos em poder contar com seus direitos como pensão, aposentadoria, entre outros.
 
A legalização da união civil é a forma que caracteriza o envolvimento de fato entre duas pessoas e atesta a formação de uma família, quando todos passam a ter direitos pelo que será construído de forma comum entre si.

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »