29/04/2014 às 21h01min - Atualizada em 29/04/2014 às 21h01min

Pif Paf lucra R$ 76 mi e aposta na Copa para crescer

Em 2014, o Grupo Pif Paf está otimista com o crescimento do mercado interno devido a dois fatores: as eleições e a realização da Copa do Mundo no Brasil.

Hoje em Dia
Hoje em Dia
Com foco na flexibilidade para mudanças estratégicas, o Grupo Pif Paf Alimentos apurou, em 2013, lucro líquido de R$ 76 milhões, o equivalente a 5,96% sobre o faturamento líquido. A empresa apostou na maior disponibilidade do mix dos produtos mais demandados pelo mercado e expandiu as vendas para outras regiões do país, como interior de São Paulo e Goiás.
 
“O setor manteve os níveis de produção compatíveis com o consumo do país, e nós conciliamos nossa atuação com as oportunidades criadas com o expressivo crescimento do consumo da nova Classe C”, afirmou o diretor superintendente da Pif Paf, Luis Carlos Costa.
 
As exportações tiveram baixa representatividade no resultado porque, apesar da demanda, a Pif Paf manteve sua política de atender somente aos mercados de maior rentabilidade.
 
Segundo o gerente de Relações Institucionais da empresa, Cláudio Faria, o ano de 2013 foi marcado pela superação dos desafios que marcaram a avicultura brasileira no período, como os altos preços do milho e do farelo de soja, além da redução de oferta de crédito ocorrida em 2012.
 
A empresa tem parte de suas unidades de produção na Zona da Mata mineira, com condições naturais impróprias para o cultivo do milho e da soja, macro nutrientes que correspondem a 80% da composição das rações animais.
 
Em 2014, o Grupo Pif Paf está otimista com o crescimento do mercado interno devido a dois fatores: as eleições e a realização da Copa do Mundo no Brasil.
 
“A movimentação de pessoas e de mercadorias será intensa em função desses eventos, o que certamente implicará aumento do consumo de alimentos”, explica Cláudio Faria.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »