25/08/2016 às 08h12min - Atualizada em 25/08/2016 às 08h12min

Estudante faz maquete com peças de computador e bate recorde

Rafael dos Santos Silva, de Belo Horizonte (MG), entra para o RankBrasil por uma ideia que surgiuda preocupação com o lixo eletrônico

Preocupado com o problema global de lixo eletrônico, o estudante de Arquitetura e Urbanismo de Belo Horizonte (MG), Rafael dos Santos Silva teve uma ideia que se transformou em recorde. Ele construiu a Maquete com maior número de peças de computador, entrando para o RankBrasil em 2016.
 
São 1.867 itens, entre processadores, HD, leitor de CD/DVD, CDs, slots, disquetes, placa mãe, CPU, placas (de vídeo, de rede, de som), pente de memória RAM e outros. De acordo com o recordista, a matéria-prima utilizada foi obtida em lojas de informática e também com amigos que são técnicos.
 
Medindo 270 cm por 130 cm, a maquete traz cidades com prédios, indústria,subestação de energia, árvores, aeroporto, pirâmides, entre outras construções. Além de partes de computador, Rafael utilizou mais 73 peças recicláveis como papelão, tiras de papel e restos de insulfilm.
Conforme o recordista, o lixo eletrônico é um problema global e um dos pilares de seu projeto é a reciclagem, incentivando a cultura e a arte / Foto: Arquivo recordista
Segundo o estudante foram sete meses de trabalho. “Quatro para reciclar e desmontar toda minha sucata e três dedicados à montagem dos prédios e desenvolvimento da maquete”. Ele conta que o processo resultou em desgaste físico e mental, uma vez que perdeu várias noites de sono. “Foi preciso muita dedicação na fase final: 12 horas por dia, durante uma semana”, lembra.  
A ideia de construir a maquete surgiu em janeiro deste ano. “Estava ouvindo música no computador e em cima da mesa tinha um dissipador e um pente de memória RAM. Fiquei olhando e imaginei um prédio”, conta. Então ele fez cinco prédios e os agrupou. “Achei bem legal e decidi criar uma cidade aliando arquitetura com arte”, destaca.
 
Apesar de cursar Arquitetura e Urbanismo, Rafael tem conhecimento na área da informática e também se preocupa com o meio ambiente. Conforme o recordista, a maquete foi criada pensando no lixo eletrônico acumulado devido aos avanços tecnológicos. “Dediquei-me intensamente a este projeto, abrindo mão de outros afazeres”.

Para o mineiro, o reconhecimento do RankBrasil é primeiramente um sonho que está se realizando. “É um título que vai acrescentar muito na minha vida e uma grande felicidade poder compartilhar este recorde com todos (familiares e amigos) que me apoiaram desde o início”, ressalta.
 
Preservação ambiental

Aos 29 anos de idade, a preocupação de Rafael é com a preservação ambiental. “Espero que este trabalho sirva como inspiração para crianças, jovens estudantes e universitários, no conceito de sustentabilidade e reaproveitamento de sucatas no modo geral”.
 
No caso da maquete, o recordista reutilizou restoseletrônicos, em específico, peças de computador. “São materiais com potencial enorme, que podem ser muito bem explorados”, afirma.
 
Conforme ele, o lixo eletrônico é um problema global e um dos pilares de seu projeto é a reciclagem, enfatizando os perigos que este material jogado no meio ambiente pode trazer à saúde das pessoas. “Quero mostrar a importância do descarte correto destes resíduos, incentivando a cultura e a arte”, finaliza.

Fonte: RankBrasil Recordes Brasileiros

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »