29/08/2016 às 09h49min - Atualizada em 29/08/2016 às 09h49min

Funcionários do Fonte Supermercados abraçam campanha de doação de sangue

A campanha do Fonte Supermercados teve inicio no dia 14 de julho e mais de 100 funcionários já fizeram doações.

João Gabriel B. Meneghite / Luiz Otávio Meneghite
O Fonte Supermercados dá exemplo de empresa cidadã e coordena juntos aos seus funcionários a doação semanal de sangue ao Posto de Coleta do Hemominas de Leopoldina. Todas as semanas um grupo de 10 funcionários tem ido espontaneamente doar sangue, como registrou o jornal Leopoldinense na última sexta-feira, 26 de agosto.
 
Os gerentes do Vila Fonte, Leila de Castro Beto Barbosa e Everaldo José da Silveira Bartole comentaram que a campanha começou com um simples convite da coordenadora de coleta do Hemominas Leopoldina, Nathália França Bedim e que ganhou proporções maiores com a própria mobilização dos funcionários, que ficaram sensibilizados com a causa, motivando outros colaboradores da empresa.
A campanha do Fonte Supermercados teve inicio no dia 14 de julho e mais de 100 funcionários já fizeram doações. A gerente Leila de Castro comentou que a empresa fez todo um planejamento na escala de trabalho para liberação dos funcionários.  Ela comentou ainda que confeccionou artesanalmente alguns chaveiros em formato de coração, que estão sendo distribuídos aos doadores. O símbolo que representa o gesto de solidariedade é utilizado pelos funcionários e está sendo confeccionado por eles próprios. Também foram reveladas suas fotografias no momento da doação, sendo pendurada com destaque no refeitório das lojas. A simples ação começou a motivar outros funcionários, que tinham medo de doar sangue.
 
Cláudia Regina Marcatti trabalha na Padaria do Vila Fonte e é doadora há muitos anos. Vítima de um acidente em 2011, ela precisou de sangue e sabe da importância deste gesto nobre. “Para mim, é um prazer. Compartilho dessa idéia, pois tenho amor ao próximo”, comentou. Ela elogiou o atendimento do Pace Hemominas de Leopoldina, dizendo se sentir em casa, com o carinho dos funcionários daquela unidade de saúde. Também elogiou a mobilização dos colaboradores e, principalmente, da direção da empresa, que abraçou a causa e está dando todo o suporte aos funcionários.
O atendimento do Posto Avançado de Coleta Externa de Leopoldina está sendo muito elogiado.
O empresário Júlio Carraro Mendonça comentou que o mérito é dos próprios funcionários e está muito feliz com o gesto espontâneo deles. “Percebi nessa mobilização que criou-se uma situação muito agradável dentro da empresa”, frisou.

Júlio disse ainda que recomenda aos colegas do setor empresarial a abraçarem a causa, pois teve uma experiência muito satisfatória.  

A empresa tem três lojas em Leopoldina e uma na cidade de Cataguases, gerando 500 empregos e anunciou que pretende manter a campanha permanente, tanto é que foi incluso na programação da Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho uma palestra específica sobre a doação de sangue, a ser realizada entre os dias 19 e 23 de setembro.
 
Para a Secretária Municipal de Saúde de Leopoldina, Lúcia Helena Fernandes da Gama, o exemplo do Fonte Supermercados é estimulante para que outras empresas também facilitem a ida de seus funcionários ao PACE-Hemominas para fazerem a doação. Ela citou também o exemplo dos membros da 6ª Cia Ind de Polícia Militar de Leopoldina, que na semana passada, em 25 de agosto, Dia do Soldado, marcou presença com cerca de 40 militares doando sangue.
 
Natália França Bedim, Coordenadora do Posto de Coleta do Hemominas em Leopoldina comentou que Leopoldina superou as expectativas dos gestores do Hemominas em Belo Horizonte e Juiz de Fora e por isso, desde o dia 23 de junho, o Posto de Coleta do Hemominas em Leopoldina passou a funcionar todas as quintas e sextas-feiras, de 08:00 às 16:00 horas. Ela ressaltou a importância da conscientização sobre a doação de sangue num momento em que os estoques estão baixos em todo o Brasil e divulgou algumas condições para a doação de sangue.

Para doar sangue, é necessário:

-Ter e estar com boas condições de saúde.
-Não ter tido hepatite após os 11 anos de idade.
-Ter entre 16 e 69 anos de idade. Jovens de 16 e 17 anos somente poderão doar se acompanhados dos responsáveis legais ou portando autorização desses, com firma registrada reconhecida em cartório.
-Pesar mais de 50 kg.
-Ter dormido bem na noite anterior à doação.
-Não ter sido exposto a situação de risco acrescido para doenças sexualmente transmissíveis.
-Não ter sido submetido a exame de endoscopia ou broncoscopia nos últimos 6 meses.
-Não ter feito tatuagem ou colocado piercing nos últimos 12 meses.
-Se for doar pela manhã, alimente-se antes. Após o almoço, de um intervalo de 2 horas.
 
Da Redação com informações da Secretaria Municipal de Saúde de Leopoldina
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »