06/09/2016 às 08h12min - Atualizada em 06/09/2016 às 08h12min

Santuário Santa Rita em Cataguases recebe o XII Encontro Diocesano de Coroinhas

A missa foi presidida pelo bispo Dom José Eudes e concelebrada pelos padres Jorge Luiz Passon, Rômulo Gomes de Oliveira e Agnaldo dos Reis Ferraz.

Heitor Vinícius Neto Jordão
Aconteceu no dia 28 de agosto, no Santuário Santa Rita de Cássia, em Cataguases, o XII ENDICO, Encontro Diocesano de Coroinhas, reunindo aproximadamente 400 coroinhas de diversas paróquias da Diocese de Leopoldina para celebrar seu Jubileu.

Os Coroinhas foram acolhidos pelo Padre Agnaldo dos Reis Ferraz que, após uma breve apresentação dos presentes, convidou a todos para receberem a imagem de São Tarcísio, padroeiro dos coroinhas. Em seguida contou-lhes um pouco da sua história e refletiu com eles a passagem do Evangelho de Lucas 15, 11-32, a conhecida parábola do Filho Pródigo. Os jovens foram convidados a falar o que entenderam do evangelho e o que mais tinha lhes chamado a atenção. Padre Agnaldo ressaltou a importância do Ano Santo da Misericórdia e o porque de se celebrar o Jubileu dos Coroinhas.

Às 15h iniciou-se a adoração ao Santíssimo Sacramento com o terço da misericórdia e em seguida os vocacionados do Seminário Propedêutico Santa Rita de Cássia conduziram o momento com Jesus Eucarístico. Após a benção foi feito um intervalo para lanche dos coroinhas e para preparação da santa missa.

A missa foi presidida pelo bispo Dom José Eudes e concelebrada pelos padres Jorge Luiz Passon, Rômulo Gomes de Oliveira e Agnaldo dos Reis Ferraz. Em sua homilia Dom José reforçou a importância dos coroinhas para a vida da igreja e pediu que São Tarcísio abençoasse a cada um pelo trabalho e dedicação desempenhados; e lembrando a passagem do Evangelho do dia enfatizou que nós devemos buscar ser os últimos e não os primeiros.

No fim da Santa Missa Dom José convidou os catequistas presentes para se dirigirem à frente para receberem os parabéns pelo seu dia. Após a bênção convidou todos os coroinhas para se dirigirem em procissão para a Porta Santa do Santuário, localizada na capela do Santíssimo Sacramento. Lá aspergiu todos que passaram rogando as graças do céu.

Fonte: Diocese de Leopoldina

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »