25/10/2016 às 08h08min - Atualizada em 25/10/2016 às 08h08min

OUTUBRO – MÊS DA MEDICINA

“Quem dá receita é médico”, afirma Tony Ramos

“Quem dá receita é médico”, afirma Tony Ramos

Unanimidade de público e crítica, o ator Tony Ramos não titubeou e aceitou de imediato o convite para fazer parte do coro de personalidades que gravaram depoimentos em homenagem aos médicos brasileiros. Simpático e atencioso, ao telefone, disse que conhece muito bem a rotina desses profissionais. Afinal, ele é pai de um – Rodrigo Barbosa. 

Mas seu depoimento deixou claro que não se tratava de uma ação de pai para filho. Tony Ramos tinha um minuto para deixar seu recado. Gastou três, os quais você pode conferir na íntegra no site do CFM e em sua página no Facebook. De barba, por conta de um novo personagem, ele reconheceu a luta enfrentada pela categoria. 

A iniciativa faz parte de uma campanha do Conselho Federal de Medicina (CFM) em homenagem aos 430 mil médicos brasileiros pelo seu Dia, comemorado em 18 de outubro e cujas comemorações se estendem nos próximos 30 dias.

Além dele, aceitaram o convite uma série de artistas (como Orlando Morais, Titina Medeiros, Zezé Di Camargo, Lobão e Andrucha Waddington), atletas (como os medalhistas Rafael Silva, conhecido como “Baby”, e Silvânia Costa) e jornalistas (Estevão Damásio e Sidney Rezende). Também participaram os presidentes da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, e da Confederação da Agricultura e Pecuária (CNA), João Martins, além de líderes e representantes de diversos segmentos como jurídico, militar, polícia federal e organismos de ação social.

Para estas personalidades e lideranças em suas áreas de atuação foi uma oportunidade de agradecer e ressaltar, publicamente e de forma voluntária, o trabalho realizado pelos profissionais da medicina. Desde 18 de outubro, o Conselho Federal de Medicina (CFM) publica todos esses depoimentos em sua página oficial no Facebook. Acompanhe em: facebook.com/conselhofederaldemedicina 

Tony Ramos – Após nomear os percalços enfrentados pelos profissionais em seu processo de formação e as dificuldades de ter uma remuneração adequada, Tony Ramos destacou a necessidade de valorização do médico. Segundo disse, todas as categorias da saúde são importantes, mas é fundamental “entender a função de cada um”.

Para ele, cabe a este profissional diagnosticar e tratar as doenças dos pacientes. Ele recomenda que as pessoas evitem a automedicação e não comprem remédios sem a devida orientação médica. “Esses médicos têm de mim todo o apoio, têm de mim meu reconhecimento. E, principalmente, receita para remédio, quem dá é médico”.

“Meus cumprimentos a vocês, médicos brasileiros. Meus cumprimentos pela luta que vocês desenvolvem, por acreditarem num País melhor. Porque muitos de vocês fazem uma medicina social da maior responsabilidade”, disse o intérprete de personagens clássicos como André Cajarana (Pai Herói), João Victor Gama/Quinzinho (Baila Comigo) e o jagunço Riobaldo (da histórica minissérie Grande Sertão: Veredas).

Demonstrando ainda pleno envolvimento com as questões políticas direcionadas aos temas de interesse social, o ator também pediu aos governantes que tratem a saúde como prioridade nacional. 

“Meu tributo ao médico, aqui, é a ele. E torcendo para que este País, e quando digo este Pais é esta Nação como um todo, nossos dirigentes, os que estão, os que virão, olhem para a saúde não como decoração, mas, sim, como necessidade básica”, disparou, em acordo com as preocupações e a luta empreendida pelos Conselhos Federal e Regionais de Medicina.

Assessoria de Imprensa do CFM 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »