02/12/2016 às 11h40min - Atualizada em 02/12/2016 às 11h40min

Câmara realizou sessão solene para entrega de Títulos de Cidadania e Medalhas do Mérito

Foram homenageados: Othon Valentim Filho, Joarês Silvio da Costa, Aristides Braz de Souza Vale, Marcelo Flávio Vieira Raimundi e Ricardo Madaleno Machado.

Edição: Luiz Otávio Meneghite - Fotos: João Gabriel B. Meneghite
A Câmara Municipal de Leopoldina promoveu Sessão Solene nesta sexta-feira,  02  de dezembro, às 19:00 horas, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Leopoldina, para proceder à entrega das Medalhas do Mérito Leopoldinense conferidas a Othon Valentim Filho, a Joarês Sílvio da Costa e a Aristides Braz de Souza Vale. Na mesma solenidade foram entregues os Títulos de Cidadãos Honorários de Leopoldina, conferidos a Marcelo Flávio Vieira Raimundi e a Ricardo Madaleno Machado.Conheça um pouco de cada um dos homenageados.



Aristides Braz de Souza Vale
-A homenagem a Aristides Braz de Souza Vale foi de iniciativa do vereador Edvaldo Franquido Donato do Vale que lembrou em sua justificativa a trajetória profissional do homenageado que também já ocupou uma cadeira na Câmara Municipal de Leopoldina no período de 2001 a 2004. Ele atua como voluntário junto a APAE de Leopoldina onde atualmente integra a sua diretoria como secretário. Aristides, que é apresentador de programa de rádio no estilo caipira, foi fundador dos Festivais de Viola de Piacatuba, Recreio, Tebas, Santo Antonio do Aventureiro e de Leopoldina. Formado como Técnico em Agropecuária e Técnico em Agronegócio, ele atua como vendedor na área rural representando a empresa Elétrica Leopoldinense.


O vereador Edvaldo F. Donato do Vale entregando a Medalha do Mérito Leopoldinense a Aristides.

Joarês Silvio da Costa
-Nascido em Miradouro-MG, o advogado Joarês Silvio da Costa, já foi condecorado anteriormente com o Título de Cidadão Honorário de Leopoldina. Agora, recebeu a Medalha do Mérito Leopoldinense por indicação do vereador Antonio Carlos Martins Pimentel. Com grande atuação nas cidades de Leopoldina e Cataguases, Joarês já representou importantes empresas da região além de várias Prefeituras e Câmara Municipais. Como político, ele exerceu o mandato de  vereador em várias legislaturas a partir de 1967 e até 1988 sempre com grandes votações, exercendo a Presidência da Câmara Municipal de Leopoldina em três períodos e a Secretaria por várias vezes. Na área educacional ele foi professor de várias instituições de ensino além de diretor de algumas delas.

O vereador Antônio Carlos Martins Pimentel entregando a Medalha do Mérito Leopoldinense a Dr. Joarês Silvio da Costa.

Marcelo Flávio Vieira Raimundi
-Outro advogado homenageado foi Marcelo Flávio Vieira Raimundi, natural de Ponte Nova-MG, que recebeu o Título de Cidadão Honorário de Leopoldina, também por iniciativa do vereador Antonio Carlos Martins Pimentel. Estudioso do Direito, Marcelo possui dezenas de cursos de especialização e aperfeiçoamento profissional e é membro do Instituto Brasileiro de Ciências Criminais e do Instituto de Ciências Penais. Atualmente é sócio do escritório Raimundi/Vilela Advogados Associados com atuação nas áreas Criminal, Eleitoral, Cível e Trabalhista com unidades em Belo Horizonte, Leopoldina e Ponte Nova. Desde 2007 reside em Leopoldina, cidade que ele escolheu para trabalhar, viver e formar família. Ele é casado com a leopoldinense Álida dos Santos Silva, com quem tem a filha Marcela.

O vereador Antônio Carlos Martins Pimentel entregando o Título de Cidadão Honorário Leopoldinense a Marcelo Flávio Vieira Raimundi.
Estiveram presentes na solenidade o Presidente da Câmara Municipal de Ponte Nova José Mauro Raimundi (E), pai do homenageado Marcelo Raimundi e Guto Malta (D), prefeito municipal daquela cidade.

Ricardo Madaleno Machado-
A homenagem com o Título de Cidadão Honorário de Leopoldina feita a Ricardo Madaleno Machado também coube ao vereador Antonio Carlos Martins Pimentel. O homenageado nasceu em Vista Alegre, município de Cataguases-MG. Fiscal de Tributos do Município de Leopoldina desde o ano de 1986, Ricardo é formado Técnico em Contabilidade pela extinta CNEC.  










Othon Valentim Filho
-Foi também do vereador Antonio Carlos Martins Pimentel a autoria da homenagem a Othon Valentim Filho, popularmente chamado pelos amigos e familiares e fãs pelo apelido carinhoso de ‘Othinho’. Foi jogador e treinador de futebol com  passagens em clubes do Brasil e do exterior. Começou a se destacar pelo Ribeiro Junqueira no final da década de 1950, indo em seguida para o juniores do Botafogo, onde chegou na equipe principal, jogando junto com Garrincha, Nilton Santos, Jairzinho, Zagalo, Rildo, Amarildo, Gerson e Manga entre outros craques que ficaram conhecidos mundialmente. Othon teve passagens pelo Internacional, onde formou ataque com Valdomiro, Bráulio e Claudiomiro. Jogou pelo Olaria, Bahia, Deportivo Junior Barranquilha da Colômbia e pela Seleção Brasileira, onde foi campeão Pan-Americano pela sub 20 em 1963, além de haver jogado nas Olimpíadas do Japão. Rápido, habilidoso, inteligência privilegiada, emérito driblador, chute potente com as duas pernas, sendo que não dava para identificar se era destro ou canhoto. Essas eram as características do craque leopoldinense que fez sucesso no Botafogo. Um torcedor do botafogo escreveu no blog “Mundo Botafogo” que Othon Valentim foi um dos maiores craques revelados pelo Botafogo nos anos sessenta do século passado. Porém, tal como aconteceu a outro craque, Arlindo, revelado na mesma época, Othon encerrou precocemente a sua carreira, quando um jogador do Corinthians, após levar um autêntico baile de Othinho em pleno no Maracanã, arrebentou-lhe o joelho e encerrou precocemente uma carreira promissora. Na sua curta carreira, Othon Valentim teve momentos fulgurantes de glória, especialmente nos anos em que foi juvenil. O craque foi tricampeão carioca juvenil de 1961-62-63 pelo Botafogo e campeão pan-americano pelo Brasil em 1963. Após encerrar a carreira de jogador formou-se em Educação Física, tendo feito Pós-Graduação em Futebol. Ao começar a trabalhar, Othon exerceu todas as diferentes funções referentes a um membro de Comissão Técnica do futebol, bem como preparador físico, treinador de goleiro, auxiliar técnico e treinador. Percorreu todas as categorias (desde a base até o profissional), subindo assim de degrau em degrau, objetivando somar o máximo de conhecimentos inerentes a cada uma dessas funções. Em 1981 assumiu a Direção Técnica do time principal do Botafogo. No Brasil, além do Botafogo, Othon treinou o Fluminense, Goiás, Joinville, América Mineiro e Atlético Goianiense. No exterior, foi campeão da Copa do Rei pelo Al Helal, na Arábia Saudita.



Fonte: Câmara Municipal de Leopoldina

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »