12/12/2016 às 16h53min - Atualizada em 12/12/2016 às 16h53min

‘Fly Rock’ animou o final de semana no Morro do Cruzeiro.

TEXTO E FOTOS JOÃO GABRIEL B. MENEGHITE
Leopoldina sediou a segunda edição do ‘Fly Rock’. Pilotos de parapente da região estiveram reunidos no alto do Morro do Cruzeiro para voos livres. Dois dias de evento com apresentações musicais, passeio ciclístico, voos duplos, prática de slackline, além dos visitantes curtirem um visual espetacular da região montanhosa da Zona da Mata Mineira.






Com altura de 385 metros do solo e 630 metros do nível do mar, o seu acesso se dá pelo bairro da Pinguda, a quatro quilômetros do centro da cidade. Há um pequeno trecho de pavimentação asfaltada e a maioria é de estrada de chão, sendo os locais mais íngremes, compostos de blocos de concreto, para facilitar a subida.

No alto daquela serra existe uma infraestrutura de estacionamento, banheiros, praça de alimentação, entre outros. De lá, se veem as belas montanhas de Minas Gerais e das cidades do entorno de Leopoldina. É o segundo ponto mais alto do município, sendo o primeiro localizado no distrito de Providência, local conhecido como Alto de Santa Úrsula, com altitude de 712 metros acima do nível do mar.

O Morro do Cruzeiro é frequentado por turistas de diversas regiões do Brasil, principalmente quando Leopoldina sedia eventos de parapente,  esporte em ascensão no município - que conta com dezenas de pilotos experientes do Clube Leopoldinense de Voo Livre, que ministram cursos para novos adeptos e também realizam voos duplos para aqueles que curtem uma vista espetacular da cidade.



Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »