16/12/2016 às 08h05min - Atualizada em 16/12/2016 às 08h05min

Boa Sorte tem nova delimitação de seu Núcleo Urbano

Comunidade passa a ter uma área de extensão de 1.550 m e foi sede da Colônia Agrícola da Constança formada por imigrantes italianos a partir de 1910.

Edição: Luiz Otávio Meneghite
Caminho dos Imigrantes
Considerada por muitos um quase bairro de Leopoldina, a Comunidade Rural da Boa Sorte, região formada por sítios e chácaras, próxima da BR116 Rodovia Rio Bahia dá mais um passo para se tornar legalmente um bairro da cidade.

O prefeito José Roberto de Oliveira acaba de sancionar lei aprovada pela Câmara Municipal de Leopoldina, que autoriza a Prefeitura a delimitar o Núcleo Urbano da Comunidade da Boa Sorte, que passa a ter uma área de extensão de 1.550 m, formando um núcleo urbano, conforme descrições indicadas por coordenadas.

A entrada para o bairro da Boa Sorte fica do lado direito da BR 116, no sentido de quem sai de Leopoldina em direção ao distrito de Tebas. Na Boa Sorte, estava localizada a sede da Colônia Agrícola da Constança, objeto de estudos dos pesquisadores José Luiz Machado Rodrigues e Nilza Cantoni sobre a imigração italiana para Leopoldina. A Colônia Agrícola da Constança foi formada em 1910 e compunha-se de 73 lotes, uma boa parte deles vendida a imigrantes que desenvolveram uma produção agrícola intensa e muito contribuíram para o desenvolvimento econômico da cidade de Leopoldina. Nela trabalharam e viveram mais de 800 italianos e ainda residem por lá centenas de descendentes.

Eis a descrição das coordenadas, segundo a lei

Inicia-se no eixo da estrada vicinal que interliga a comunidade da Boa Sorte à BR 116, no ponto definido pelas coordenadas UTM, N=7.615.469.080 e E=739.826.580; daí em uma deflexão à direita com direção ortogonal ao eixo da estrada, seguindo pela cerca existente na divisa com herdeiros de Francisco Monteiro e Herdeiros de Francisco Bonin estende-se por uma medida linear, de 54,00 m até o limite da faixa; daí, através de uma direção paralela ao eixo da estrada (lado direito da faixa) estende-se por uma medida linear, de 1.550,00 m até o ponto final da faixa; daí em uma deflexão à esquerda em divisa com Lucilia Toledo Pinto e Herdeiros de Valentim Zangirolani com direção ortogonal ao eixo da estrada estende-se por uma medida linear, de 54,00 m até o ponto final, localizado neste eixo e, definido pelas coordenadas UTM, N=7.616.103.260 e E=738.481.050; daí segue novamente, pela mesma direção ortogonal ao eixo da estrada, numa extensão de 54,00 m até o ponto final da faixa; daí, em seguida através, de uma direção paralela ao eixo da estrada (lado esquerdo) estende-se por uma medida linear, de 1.550,00 m até o ponto inicial da faixa; daí com uma deflexão à esquerda, na cerca de divisa de Herdeiros de Francisco Bonin em uma direção ortogonal ao eixo da estrada, numa extensão de 54,00 m estende-se até ao ponto inicial locado no eixo da estrada.”.

As descrições estão de acordo com o memorial descritivo integrante da Lei  nº 4.353,  sancionada em 07 de dezembro de 2016, que entrou em vigor no dia 9 de dezembro de 2016, com sua publicação na edição 1892 do Diário Oficial dos Municípios Mineiros.

Fonte: Diário Oficial dos Municípios Mineiros

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »