28/12/2016 às 08h47min - Atualizada em 28/12/2016 às 08h47min

Tial, empresa do Grupo Pif Paf, abre novos mercados e incrementa exportações

A principal novidade é a chegada da linha de bebidas e néctares da companhia ao mercado português.

Pioneira no segmento de sucos prontos sem aditivos químicos, a Tropical Alimentos, empresa do grupo Pif Paf, está intensificando o processo de internacionalização da marca Tial, com ações comerciais nos Estados Unidos, Portugal, Japão e Irã, dentre outros. A expectativa é terminar o ano de 2016 com um incremento de 40% no volume exportado em relação a 2015, além de perspectivas ainda melhores para 2017.

A principal novidade é a chegada da linha de bebidas e néctares da companhia ao mercado português. O embarque do primeiro contêiner ocorreu no final de outubro, e os produtos já foram diretamente para as gôndolas dos supermercados. O segundo envio está a caminho, ou melhor, em águas. Antes da concretização do negócio, foi realizado um amplo trabalho de apresentação da marca, com reuniões e disponibilização de amostras, além de adaptação das embalagens ao padrão local, uma vez que a qualidade do produto atendeu totalmente o desejo.

Outro mercado importante para o crescimento das exportações será o Irã. Em breve, a Tial inicia os embarques para o país. Para isso, adequou sua linha de produção, a fim de atender às exigências do consumidor muçulmano e obter a certificação “Halal”, exigida para este mercado. Já os Estados Unidos receberam o contêiner das linhas de sucos e néctares em junho, e novos embarques estão em andamento. As exportações para a Guiana Francesa, que acontecem há 10 anos, permanecem ativas.

Em todos os casos, é exportado um produto premium, com uma qualidade diferenciada e um custo-benefício muito interessante. “O atendimento em conformidade com as especificações de cada mercado é fator determinante para a internacionalização da nossa marca”, afirma Iasminy Muratori, coordenadora da área de Exportações do grupo Pif Paf. Ela ainda informa que, além dos países citados, o retorno ao Japão é mais um passo a ser dado. “Voltamos a negociar”, confirma.    
   
Sobre a Pif Paf Alimentos

Com sede corporativa em Belo Horizonte (MG), a empresa possui 10 unidades industriais e sete unidades produtivas, gerando mais 20 mil toneladas de produtos acabados por mês, entre cortes e industrializados de aves e suínos, massas e vegetais. São 11 centros de distribuição, 400 veículos de distribuição agregados e cerca de 200 mil entregas por mês. Ao todo, a companhia promove o abate de 74 milhões de aves e 554 mil de suínos por ano.

A Pif Paf Alimentos é a maior empresa da Região Sudeste e a 7ª do país no setor de aves e suínos, de acordo com o 12º Anuário Melhores do Agronegócio 2016 - Globo Rural, da Editora Globo. Seu mix contempla mais de 300 itens, entre eles elaborados de carnes, pizzas, lasanhas, pães de queijo, pescados, vegetais, embutidos e salgadinhos. Além de comercializar os produtos no Brasil, a companhia está presente em mais de 15 países, como Japão, Hong Kong, Cingapura, Rússia, Angola, Cuba, Vietnã, entre outros.

As matérias-primas para as indústrias são produzidas pelos matrizeiros, incubatórios e fábricas de rações próprias. As unidades estão instaladas no interior de Minas Gerais, em Visconde do Rio Branco, Viçosa, Leopoldina, Patrocínio, Pará de Minas, Pitangui, São José da Varginha, Paula Cândido, Igaratinga. Em Goiás, a Pif Paf está presente em Palmeiras de Goiás e Paraúna. Os centros de distribuição estão localizados em Contagem e Araguari (MG), Jandira (SP), Rio de Janeiro (RJ) e Vila Velha (ES). Há 48 anos no mercado, a empresa hoje conta com mais de 7,5 mil empregados diretos e 80 mil clientes.

Certificações

A Pif Paf Alimentos é certificada pela ISO 9001:2008, possui Sistema de Gestão da Qualidade, além de ser certificada pela Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle (APPCC), garantindo o desenvolvimento de estratégias e melhorias contínuas da qualidade dos produtos.

Fonte:  Luciana Rezende-Link Comunicação Empresarial

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »