08/03/2017 às 19h23min - Atualizada em 08/03/2017 às 19h23min

PC deflagra Operação Magnata no combate ao comércio ilegal de armas e munições

Armas e munições foram apreendidas na região central de Muriaé; 6 pessoas foram presas

Policiais civis da 4ª Delegacia Regional de Muriaé deflagraram na manhã desta quarta-feira (8) uma operação com foco no combate ao comércio ilegal de armas e munições que, segundo a Polícia Civil (PC), estariam sendo usadas em crimes, como assassinatos e roubos. Armamentos foram apreendidos na região central de Muriaé, onde um homem foi preso. Nesta terça-feira (7), ao menos cinco pessoas, incluindo uma mulher, já haviam sido detidas, suspeitas de utilizarem as armas para cometer delitos.
 
Nesta terça (7) seis pessoas foram presas, segundo a PC, suspeitas de usar as armas                       em diversos crimes

A operação é fruto de investigação da equipe da Agência de Inteligência da Regional, e em contato com o jornalismo da Rádio Muriaé o coordenador da agência, delegado Tayrony Spíndola, afirmou, em primeira mão  que com as ações a PC desarticulou uma célula de um grupo criminoso, prendendo integrantes de duas etapas do processo. Segundo ele, o homem detido na manhã desta quarta (8) atuaria fornecendo armas e munições para os demais detidos, que por sua vez, usavam o material para cometer diversos tipos de crimes:

Nós mapeamos a atuação desta organização criminosa. Ele tinha um braço empresarial, que foi desarticulado hoje pela manhã, que fornecia as munições e as armas. Essas seis pessoas que foram capturadas e presas ontem são os executores. É, o pessoal da ponta, que recebe essas munições e essas armas para praticar crimes de homicídio, roubo, latrocínio, estupro, tudo que você imaginar. E hoje, completamos a operação capturando o fornecedor, que abastece esses criminosos”, afirmou o delegado”.

A operação foi tema de coletiva na sede da Delegacia Regional de Muriaé no fim da tarde
 
Coordenador da Agência de Inteligência da Regional, delegado Tayrony Spíndola
 

Coletiva na Regional

Em entrevista coletiva, realizada no fim da tarde desta quarta (8), na sede da Delegacia Regional de Muriaé, Tayrony Spíndola explicou que as investigações tiveram início há pelo menos 10 meses, a partir de levantamentos feitos durante apuração de casos de homicídios praticados na região.

Segundo ele, todos os detidos responderão por organização criminosa e tráfico ilegal de armas e munições. De acordo com ele, dois dos suspeitos foram capturados em Muriaé, e as outras prisões se deram nas cidades de Miradouro, São Francisco do Glória e Carangola (comunidade de Ponte Alta).

O delegado ressaltou que entre as diversas armas e munições - inclusive, de calibres de uso restrito - apreendidas nesta quarta (8), na residência do suposto fornecedor, estava uma espingarda calibre 12 que, segundo as investigações, era a arma “preferida” de um pistoleiro apontado como autor de homicídios na região, nos quais a vítimas foram mortas com tiros na cabeça.

Fonte: Rádio Muriaé

 


 

Link
Tags »
PC deflagra Operação Magnata no combate ao comércio ilegal de armas e munições
Notícias Relacionadas »
Comentários »