08/01/2017 às 12h45min - Atualizada em 08/01/2017 às 12h45min

Jornal do Rio destaca compositora de marchinhas de Leopoldina

Jucelia Maria Figueiras de Morais Farinazo cujo nome artístico é Maria Morais, foi chamada de Rainha das Marchinhas.

O jornal O POVO, veículo de comunicação tradicional do Rio de Janeiro, com matérias de interesse da população como serviços, política, artes, show, entretenimento, esportes e o dia a dia do Rio, trouxe em sua edição de 8 de dezembro de 2016, uma matéria destacando a leopoldinense Jucélia Maria Figueira de Morais como compositora de marchinhas de carnaval.

Com o chamativo título: A Rainha das Marchinhas, o texto narra que “desde criança a música sempre esteve presente na vida de Jucélia, pois a sua mãe a ninava com canções de Dalva de Oliveira, Nelson Gonçalves e outros artistas da época. Devido esse fato, aprendeu a apreciar as letras de músicas, começar a escrever algumas poesias e guardá-las. Desde que sua mãe faleceu e, com o passar dos anos e a ajuda dos familiares e amigos, ela soube transformar o sentimento de dor em inspiração. Todas as tardes, seu saudoso tio Sebastião, vulgo Tatão, ia para seu comércio e conseguia arrancar daquela família a alegria de acreditar em dias melhores. Entre lágrimas e felicidades, realizou composições e, logo em seguida, contou para o seu marido o que tinha produzido e ele aconselhou a anotar para não esquecer nenhuma rima. Assim, novos fatos apareceram, mais letras se harmonizavam e marchinhas foram criadas. Hoje é a mais nova promessa para não deixar as Marchinhas acabarem e está sendo procurada por vários compositores famosos para gravá-las”.

Conheça as letras de duas marchinhas compostas por Jucélia

Olha pro papai

Olha pro papai, ele vem que vem
Cuidado com o velhinho, ele ainda faz neném
Olha pro papai, ele vem que vem
Cuidado com o velhinho, ele ainda faz neném
 
Menina, vacila não.
O velho tá cheinho de amor no coração
Eu nunca vi coisa assim
O velho tá doidinho pra fazer pirimpimpim
O velho tá doidinho pra fazer pirimpimpim
 
Minha mãezinha

E agora Zé
E agora Zé
E agora onde eu vou
Você diz que é o fim
Eu digo tudo começou
 
E agora Zé
E agora Zé
E agora onde eu vou
Você diz que é o fim
Eu digo tudo começou
 
Minha mãezinha, que Deus Levou
Fiquei sozinha sem seu amor
Nunca senti tanta saudade assim
Ó Deus do céu mande alguém pra cuidar de mim
Ó Deus do céu mande alguém pra cuidar de mim

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »