16/01/2017 às 09h21min - Atualizada em 16/01/2017 às 09h21min

Leitor recebe multa de trânsito e reclama de sinalização equivocada

Para ele, sinalização no entorno da Praça Félix Martins é confusa e está causando má interpretação da parte de policiais.

Edição: Luiz Otávio Meneghite
O jornalista e empresário português Vitor Brandão, há anos radicado em Leopoldina, escreve ao jornal Leopoldinense, do qual é assinante, para criticar a aplicação de forma equivocada do CTB-Código de Trânsito Brasileiro por alguns policiais na cidade. Diz ele em sua missiva ao jornal:  

“O aumento dos salários dos políticos dos mais diversos escalões demonstra que a falta de verbas está solucionada. Isso é um bom motivo para que diversas obras que visam o bem-estar da população podem ser concretizadas, já que o objetivo do pagamento dos nossos impostos são destinados, primordialmente, para obras que melhorem o futuro dos cidadãos. Que os bons ventos encaminhem os pensamentos dos nossos responsáveis políticos, para o bem estar de uma esperançosa população leopoldinense. Mas temos de estar atentos a alguns inadvertidos erros que, felizmente, tem fácil solução. Na Praça Felix Martins, cuja obra merece aplauso por contribuir para o embelezamento da cidade, o exagero mal calculado tem causado transtornos a quem respeita a Lei de Trânsito; Não podemos estacionar os nossos veículos a menos de 5 metros de uma curva. Mas o que acontece na Praça entre as ruas João Lamarca e José Peres, onde existe uma curva largamente delineada, que ocasiona multas que parecem nascer de um critério pouco sensato, com agravante de reboque. E porquê? Porque surpreendentemente no passeio estão uns riscos que delimitam a distância da curva, cujo cálculo está além do que é permitido por lei: 6 ou 7 metros? Para maior surpresa, não existe qualquer placa visível como advertência. No entanto, as passarelas, na sua maioria estão colocadas logo após as curvas nas ruas de Leopoldina. Uma insegurança para quem atravessa e um susto para quem dirige, obrigando a uma freada repentina, colocando em risco uma previsível batida. Se de um lado temos uma curva perigosa, por outro lado o cidadão fica surpreso com alguma inadvertência multa, por falta de sinalização. Para já são casos de fácil solução; sem adiamentos e burocracias, que mexem nos bolsos dos nossos condutores menos precavidos”, relata o jornalista.

O repórter João Gabriel Baia Meneghite foi ao local indicado pelo jornalista Vitor Brandão e fotografou o trecho onde ele foi multado. A sinalização inscrita no piso de pedras portuguesas indicada pelo policial, segundo o jornalista, parece indicar a metragem do circuito da Praça Félix Martins e não tem relação com sinalização prevista no Código de Trânsito Brasileiro quanto a estacionamento permitido ou proibido. Com a palavra as autoridades para esclarecer a situação em questão.
Marcação no piso se refere à metragem do circuito da praça

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »