09/06/2017 às 09h58min - Atualizada em 09/06/2017 às 09h58min

Polícia Militar comemora 242 anos de fundação em solenidade no Clube do Moinho

Atualmente, nos 853 municípios de Minas Gerais, a Polícia Militar conta com aproximadamente 42.000 integrantes, sendo a terceira maior Polícia do Brasil.

Tenente Coronel Giovani do Carmo Ramos, comandante da 6ª Cia. Ind. PMMG.
O Comandante da 6ª Companhia de Polícia Militar Independente de Leopoldina, Tenente Coronel Giovani do Carmo Ramos, preside solenidade comemorativa dos 242 anos de fundação da Polícia Militar de Minas Gerais, na próxima terça-feira, 13 de junho, às 10:00 horas, no Clube do Moinho.

Histórico

Acredita-se que a Polícia Militar do Estado de Minas Gerais é a instituição mais antiga, e uma das mais bem preparadas dentre todas as Polícias do Brasil, com 242 anos de existência. A corporação tem a sua origem no Regimento Regular de Cavalaria de Minas, em 9 de junho do ano de 1775, no distrito de Cachoeira do Campo, município de Ouro Preto, o qual tinha como missão guardar as minas de ouro descobertas na região de Vila Rica (atual Ouro Preto) e Mariana.

O patrono da Polícia de Minas Gerais é Alferes Tiradentes, herói da Inconfidência Mineira, e que serviu no Regimento Regular de Cavalaria de Minas. Todos os anos, no aniversário de sua fundação, a Polícia Militar de Minas Gerais concede a sua mais alta comenda, a Medalha Alferes Tiradentes, a autoridades civis e militares que se destacaram por suas atuações junto à sociedade.

Atualmente, nos 853 municípios do Estado de Minas Gerais, a Polícia Militar de Minas Gerais conta com aproximadamente 42.000 integrantes, sendo a terceira maior Polícia do Brasil.

A Corporação além de possuir 58 Batalhões Operacionais responsáveis pelo policiamento ostensivo geral, também possui unidades especializadas como o Grupamento de Ações Táticas Especiais (GATE), o Batalhão de Rádio Patrulhamento Aéreo (Btl RpAer) (presente nas cidades de Belo Horizonte, Uberlândia, Juiz de Fora e Montes Claros), o Batalhão de Polícia de Choque (CHOQUE) (antigo BPE), o Regimento de Cavalaria Alferes Tiradentes (RCAT) (Policiamento Montado), o Policiamento Rodoviário (PMRv), o Policiamento Ambiental (PM MAmb) e o Batalhão de Rondas Táticas Metropolitanas (ROTAM), que juntamente com as demais unidades da Corporação buscam assegurar a ordem pública, em diversos aspectos, aos brasileiros e estrangeiros que vivem neste Estado da Federação brasileira.

Para as atividades de coordenação e controle a corporação mantém o Centro Integrado de Comunicações Operacionais (CICOp), que é composto pelo COPOM (Centro de Operações da Polícia Militar), CEPOLC (Centro de Operações da Polícia Civil) e COBOM (Centro de Operações dos Bombeiros Militar), em um trabalho pioneiro de integração e harmonização de esforços.

Em 2010 a Policia Militar sofreu grandes mudanças no tange a estrutura da carreira policial militar e a forma de ingresso na corporação, hoje os Oficias da Policia Militar de Minas Gerais, tem competência legal para Juízes Militares e Integram as Carreiras Jurídicas do Estado de Minas Gerais conforme constituição estadual no seu artigo 142:

Para ingresso nos demais quadros da Policia Militar de Minas Gerais é exigida a formação acadêmica em diversas áreas e o Estado ainda oferece o curso Superior de Segurança Pública aos praças que ingressarem na corporação sem o título acadêmico a partir de 2011.

Fontes: Polícia Militar de Minas Gerais e Assessoria de Comunicação da 6ª Cia Ind. De PM de Leopoldina
 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »