05/08/2014 às 18h18min - Atualizada em 05/08/2014 às 18h18min

Assum Preto, 30 anos de história.

Darlan Mariano, Luísa Arantes e Thaís Marins - Integrantes do Assum Preto

Semear o difuso folclore nacional é uma tarefa árdua e difícil. Difundir a cultura para os jovens é ainda mais complicado, pois a sociedade tende a ignorar e desprezar suas raízes. Mesmo com tanta dificuldade o Grupo Folclórico Assum Preto, projeto de Extensão Social do Cefet, situado na cidade de Leopoldina, vem vencendo todas as barreiras com o objetivo de divulgar a cultura brasileira para a população.

Com integrantes de 15 a 60 anos, o grupo mostra que não há idade para aderir a esta  cultura singular e tão diversificada que nos identifica como brasileiros. Através da linguagem da dança e da música o grupo interage diversas gerações de uma forma dinâmica e socializadora.

Em homenagem aos 30 anos do Grupo Assum Preto foi realizado, nesse sábado (26), uma festa à fantasia para reunir integrantes e ex-integrantes de diversas épocas. Nessa comemoração, foram homenageadas pessoas que se tornaram importantes na vida do grupo através do apoio, incentivo e presença solidária. Entre eles: Alexandre Moreira, Carmen Ferraz Jacob, D. Cecília Lacerda, o Grupo Antique e a fundadora do Grupo Assum Preto, Renata Arantes.

A festa contou com momentos inesquecíveis, desde fantasias de diversos tipos como uma girafa em tamanho real até uma aula de dança flamenca. Durante a comemoração houve uma retrospectiva com vídeos e danças para que os convidados pudessem relembrar os velhos tempos fazendo um momento de descontração e muita alegria.

O único inconveniente da festa, foi que durou pouco e todos os convidados ficaram com gostinho de quero mais. Nós do Assum agradecemos a presença de todos, foi ótimo ter reencontrado e aproveitado a festa com os nossos amigos, valeu a pena, que venha mais e mais 30 anos por aí!


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »