11/10/2017 às 08h55min - Atualizada em 11/10/2017 às 08h55min

Pastor Darci se reúne com coordenador do presídio local

Também participou do encontro o empresário Antônio Custódio Zaquini.

Reunião foi no gabinete da Presidência da Câmara
Embora um dos objetivos explícitos dos presídios seja o de recuperar o presidiário para o retorno à vida em sociedade, surgem muitas barreiras e dificuldades ao trabalho de profissionais que têm a função de justamente cumprir este objetivo. Em Leopoldina, a situação não é muito diferente.
 
Em recente visita ao Poder Legislativo, o Coordenador Geral da SEAP Unidade Prisional de Leopoldina, Agente Cristian Pires Rodrigues foi recebido no gabinete da Presidência pelos vereadores Pastor Darci José Portella, presidente, e Waldair Barbosa Costa, primeiro secretário da Mesa Diretora. Também participou do encontro o empresário Antônio Custódio Zaquini.
 
Segundo o agente, a visita teve o objetivo solicitar o empenho da Câmara Municipal no sentido de resolver uma situação que muito vem atrapalhando o funcionamento da unidade prisional. Segundo Cristian, há um terreno localizado na rua Ribeiro Junqueira, que fica atrás do presídio, que está sendo utilizado por pessoas com a intenção de jogar drogas, celulares, recarregadores e pedras no interior da unidade.
 
Como o terreno é de propriedade municipal, o coordenador apontou como solução que o Poder Executivo autorize o presídio local, por meio de comodato ou cessão de uso, a construir um muro para inibir a ação do tráfico de drogas e a comunicação com os detentos. Agente Cristian salientou que já encaminhou esse pedido à Prefeitura, mas ainda não obteve resposta. Ele acrescentou que possui material e pessoal para a construção do muro, faltando, apenas, autorização do Governo Municipal.
 
Diante do exposto, Darci Portella e Waldair Barbosa Costa confirmaram que irão se empenhar junto ao Poder Executivo no sentido de conseguir a liberação para a construção do muro. Neste sentido, eles elaboraram uma indicação, registrada sob o nº 591/2017, que foi aprovada com as assinaturas de todos os vereadores e foi encaminhada ao Chefe do Executivo.
 
Ainda durante o encontro, o Agente Cristian enfatizou a importância dessa ação para o funcionamento regular do presídio. Disse que atualmente conta com 119 presos que utilizam sete celas, enquanto a capacidade máxima é de 39 detentos.
 
Ao final da reunião, o Presidente da Câmara declarou apoio à solicitação. “Entendo que uma unidade prisional funcionando bem é necessária para garantir a segurança pública. Trata-se de uma questão de interesse da sociedade, por isso vamos fazer gestões junto à Prefeitura no sentido de atender a essa reivindicação”, salientou Pastor Darci.
 
Fonte> Câmara Municipal de Leopoldina

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »