15/03/2014 às 13h43min - Atualizada em 15/03/2014 às 13h43min

SINDUTE diz que Prefeitura não cumpre lei do piso salarial para professores

Convidada a participar a secretária municipal de Educação, Regina Lúcia Barbosa Brito de Oliveira, não compareceu, alegando não ter recebido convite.

Redação - Com informações do SINDUTE e assessoria parlamentar
SINDUTE e assessoria parlamentar

Uma audiência pública solicitada pelos vereadores Oldemar Brazil Montenári, Carlos Antonio Paturi Rocha e Rodrigo Junqueira Reis Pimentel, sobre o descumprimento do lei do piso salarial dos professores pela Prefeitura de Leopoldina, foi realizada na quinta-feira, 13/3, na Câmara Municipal de Leopoldina.

Convidada a participar a secretária municipal de Educação, Regina Lúcia Barbosa Brito de Oliveira, não compareceu, alegando não ter recebido convite. Segundo a direção da Câmara, os convites foram enviados pelos Correios e se ocorreu atraso na entrega, a culpa não foi da Câmara.

Mesmo com um plenário vazio, com apenas cerca de 20 pessoas, a audiência aconteceu. O professor Sidilúcio Senra falou representando o SINDUTE: "...o motivo da audiência é que o Município de Leopoldina não está pagando o piso salarial da categoria e não reduziu a jornada de trabalho, que conforme lei federal tem que ser 70% na sala de aula e 30% atividades extra-classe", esclareceu.


Segundo Sidilucio, "os professores estão com 25 módulos em sala de aula e devem ser só 18. Os professores dos anos iniciais trabalham 20 horas e deverão ter carga horária reduzida também". Vários professores compareceram e também usaram o microfone. A audiência foi toda gravada pela Câmara.

Os vereadores deverão marcar outra audiência para a qual deve ser convidado o secretário municipal de Fazenda, Edésio Gouvêa Andries. O representante do SINDUTE acredita que "o assunto vai render, pois a lei do piso tem que ser cumprida", disse.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »