05/12/2017 às 08h44min - Atualizada em 05/12/2017 às 08h44min

Leopoldina tem 1300 vagas de estacionamento para automóveis e 300 vagas para motocicletas

Revelação foi feita na Câmara Municipal de Leopoldina pelo Secretário Municipal de Serviços Urbanos, José Geraldo Cevidanes.

O Secretário Cevidanes e o Ten.Getúlio compareceram à Câmara
O Secretário Municipal de Serviços Urbanos, José Geraldo Cevidanes, confirmou durante sessão da Câmara Municipal de Leopoldina, informação divulgada pelo jornal Leopoldinense, de que está em fase de conclusão um projeto de lei para ser submetido ao Poder Legislativo visando à adoção do sistema rotativo de estacionamento nas ruas centrais de Leopoldina, já contemplando vagas para idosos, pessoas com necessidades especiais, carga e descarga, motos, entre outros.

Segundo Geraldo Cevidanes, a cidade já foi totalmente mapeada e registrou aproximadamente 1300 vagas de estacionamento para automóveis e 300 vagas para motocicletas. Ele informou ainda que foram visitadas algumas cidades da região para conhecer a realidade delas e considerou que o sistema de trânsito mais organizado é de Coronel Fabriciano.

Como foi a reunião na Câmara de Vereadores

Atendendo a requerimentos formulados pelos vereadores Ivan Martins Nogueira e Antônio Carlos Martins Pimentel, compareceram na sessão ordinária realizada no dia 20 de novembro o Secretário Municipal de Serviços Urbanos, José Geraldo Cevidanes e o Policial Militar Tenente Getúlio Carlos Rabelo que discutiram sobre segurança pública e trânsito, especialmente sobre aumento da criminalidade, bicicletas nas calçadas e estacionamento rotativo.

O que disse o Tenente Getúlio

Inicialmente, Tenente Getúlio reconheceu que a situação das bicicletas causa preocupação, mas lamentou que o município não possui uma legislação específica sobre o tema. O policial salientou que a solução para esse problema passa necessariamente pela educação, mas frisou que vai orientar os policiais para coibirem com mais rigor o uso indevido das bicicletas.

Em relação à criminalidade, Tenente Getúlio informou que, em 2016, foram registrados cinco homicídios e, em 2017, já foram registrados sete homicídios. O policial fez um histórico dos crimes ocorridos recentemente na cidade para mostrar que tudo começou numa briga de rua durante a festa de passagem de ano em 2016.

O orador também informou que, em 2016, foram registradas 143 apreensões de drogas e, em 2017, já são 312 apreensões, sinal de que a Polícia Militar está trabalhando muito. Segundo ele, quando se faz um combate sistemático ao tráfico de drogas, há reflexos em outras ocorrências criminais.

Tenente Getúlio garantiu que a Polícia Militar e a Polícia Civil estão se empenhando para garantir a segurança da população e tem combatido pessoas que vêm de outros estados através da intensificação das abordagens. O policial ressaltou que a cidade ainda é tranquila, mas a Polícia Militar mantém o compromisso de aumentar o combate ao tráfico de drogas como forma de proteger nossas crianças.

O que disse Geraldo Cevidanes

José Geraldo Cevidanes comentou sobre o uso indevido das bicicletas e relatou que já quase foi atropelado. Segundo ele, trata-se de um problema de falta de educação. Disse desconhecer qualquer documento que regulamenta o uso de bicicletas, mas frisou ser preciso tomar alguma atitude.

O Secretário comentou sobre o estacionamento rotativo e afirmou que uma comissão está trabalhando nesse projeto desde o início do ano. A cidade já foi totalmente mapeada e registrou aproximadamente 1300 vagas de estacionamento para automóveis e 300 vagas para motocicletas. O orador informou que foram visitadas algumas cidades da região para conhecer a realidade e considerou que o sistema de trânsito mais organizado é de Coronel Fabriciano.

Geraldo Cevidanes comentou que está em fase de conclusão um projeto para ser encaminhado à Câmara Municipal visando à adoção do sistema rotativo de estacionamento, já contemplando vagas para idosos, pessoas com necessidades especiais, carga e descarga, motos, entre outros.

Questionado sobre a sinalização de trânsito, o secretário salientou que a Prefeitura não está recebendo repasses do Governo do Estado, inclusive nem o percentual das multas de trânsito estão chegando ao município. Mesmo com a dificuldade do repasse de verbas, Geraldo Cevidanes informou que, na semana passada, foram colocadas mais de quinze placas pela cidade, sempre com a concordância do Conselho Municipal de Trânsito.

Indagado sobre o grande número de animais nas ruas, o secretário comentou que o Canil Municipal possui um zelador e um veterinário, e atualmente está abrigando cerca de 200 animais, com um gasto semanal de quase 100 quilos de ração. Segundo ele, o espaço não está suportando a demanda, visto que semanalmente chegam 10 a 15 novos animais recolhidos das ruas, sendo necessária a construção de um anexo.

Em seguida, os vereadores se alternaram com comentários e questionamento acerca dos temas tratados pelos convidados, os quais prestaram os devidos esclarecimentos solicitados pelos parlamentares, colocando-se à inteira disposição do Legislativo em outras oportunidades. 

Fonte> Câmara Municipal de Leopoldina

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »