13/12/2017 às 14h57min - Atualizada em 13/12/2017 às 14h57min

Leopoldina inicia obra de saneamento para a região das bacias do Jacareacanga e Três Cruzes.

Ações tem recursos do Ministério das Cidades através do Plano de Aceleração do Crescimento

Iago Geraldo Xavier/Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal de Leopoldina

Aconteceu no último sábado, 9 de dezembro, uma mobilização no centro de Leopoldina explicando sobre as obras de saneamento básico que ocorrerão no município. Tal mobilização foi feita pela Secretaria de Assistência Social mostrando os benefícios que trarão à população.

A cidade é cortada em toda a sua extensão pelas bacias do Córregos Feijão Crú e seus afluentes, Jacareacanga e Três Cruzes as quais recebem esgotos in natura da cidade, lançando-os nos mananciais hídricos, o que contribui para a poluição das águas. Esta poluição contribui para o mau cheiro e a debilidade da biodiversidade às margens dos mananciais, além de afetar a população com problemas de saúde e proliferação de insetos e roedores que hoje estão presentes nos córregos. Estes vetores vêm contribuindo para ocorrência de doenças de veiculação hídrica, com prevalência das diarreias. Cabe lembrar que o município vivenciou no ano de 2010, alto índice de casos de dengue, relacionando-se também aos hábitos da população em relação aos dejetos nos córregos. 

Esse projeto é de suma importância uma vez que serão implantados interceptores de esgoto à margem dos cursos d’água, possibilitando neste primeiro momento o tratamento. Os efluentes domésticos, através destes interceptores serão conduzidos à uma estação de tratamento onde, através de fenômenos físico, químicos e biológicos, as cargas orgânicas serão removidas. Em seguida, o efluente tratado será lançado no corpo receptor, o próprio Córrego Jacareacanga, totalmente isento da poluição. 

As obras e serviços, objetos do Plano de Trabalho englobam ações referentes à captação do esgoto doméstico. Estas ações compreendem medidas estruturantes que se integram ao ecossistema minimizando o impacto ambiental. Dentre as ações tem-se a implantação de redes primárias, secundarias, interceptores, estações elevatórias e estação de tratamento. Também serão renovadas e ampliadas as redes coletoras e ligações prediais de modo a atender 100% dos domicílios residenciais.  

A intervenção irá reduzir os números de enfermidades relacionadas à poluição hídrica e melhorará a qualidade de vida da população local, por influenciar na conservação da qualidade ambiental das bacias do Jacareacanga em Três Cruzes e ainda gerar inúmeros empregos diretos, declarou o prefeito Dr. José Roberto. 

Segundo o prefeito, a inclusão de Leopoldina no PAC vem contribuir de maneira significativa para atender a demanda crescente relacionada a infraestrutura sanitária do município, resultado do aumento populacional dos últimos anos e das ocupações em áreas dos córregos existentes Feijão Crú, Jacareacanga e Três Cruzes.

O município de Leopoldina está iniciando uma obra que vai garantir saneamento integrado para a região das bacias do Jacareacanga e Três Cruzes. Estas obras de implantação denominada Sistema de Esgotamento Sanitário das Bacias dos Córregos Jacareacanga e Três Cruzes receberão recursos financeiros, oriundos do Ministério das Cidades, da ordem de R$ 14.694.614,67.

O contrato com o Ministério das Cidades, após idas e vindas a Brasília e Belo Horizonte tornou-se viável e agora é uma realidade, pois no dia 07 de dezembro de 2017, foram emitidas as ordens de início das atividades de obras e serviços de engenharia. 

O Prefeito, também enfatizou a qualidade dos projetos executivos apresentados pela Prefeitura de Leopoldina, aos órgãos gestores, condição essencial para a aprovação dentro do PAC.

As intervenções da proposta acontecerão nas imediações da rua Maria do Carmo Sales, percorrendo parte do centro da cidade, bairros São Cristóvão, Bela Vista, Cidade Alta, Nova Leopoldina, Imperador, São Sebastião, Jardim Bela Vista, Thomé Nogueira, Verônio Rezende, Três Cruzes e Fortaleza. 

Associado à intervenção física, será realizado trabalho socioambiental com a participação da Secretaria Municipal de Assistência Social. Este trabalho estará apoiado na sensibilização e mobilização da população, havendo articulação de ações que propõem pela primeira vez um sentido de responsabilidade comum pela questão ambiental no que diz respeito ao comportamento da população em relação aos Córregos Jacareacanga e Três Cruzes. O trabalho sócio ambiental pretende levar o conhecimento das fases de implantação das obras e realizar as ações voltadas à educação sanitária e ambiental, saúde e mobilização social da população do entorno das obras.  

Assim, espera-se contribuir para mudança de comportamento sócio ambiental da população frente aos Córregos Jacarecanga  e Três Cruzes. Isso só será possível a partir da conscientização da população entendendo os benefícios advindos da intervenção. A população deverá compreender a atuação dos agentes sócios ambientais que estarão comprometidos com as ações não estruturantes, promovendo a sustentabilidade do empreendimento e sua correta apropriação “diz a secretária de assistência social. 

Daí se dá a importância do Projeto Sócio ambiental: O sucesso do empreendimento está sustentado por mudanças de comportamento de toda a sociedade local, mudanças em relação aos descartes de lixo e relacionadas aos recursos hídricos, de atitudes preventivas relacionadas à saúde, todas tendo seu ponto de equilíbrio no somatório das ações físicas com os processos de interação social.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »