21/02/2018 às 18h24min - Atualizada em 21/02/2018 às 18h24min

Ato cívico dá início a Festa do Imigrante Italiano em Leopoldina

ACIL preparou uma programação de cinco dias envolvendo palestra, atrações culturais, gastronômicas e religiosas.

João Gabriel Baia Meneghite
No início do século XX, o município de Leopoldina recebeu muitos imigrantes de diversas regiões da Itália. Eles consideravam que ter um pedaço de terra era sinônimo de liberdade e não poupavam esforços em busca do sonho, trabalhando muito, levando uma vida modesta e controlando suas economias. 
 
A Colônia Agrícola da Constança foi criada em 1910, na região da Boa Sorte e tinha o objetivo de desenvolver a agricultura do município, política semelhante à desenvolvida em diversas regiões do Brasil, que facilitou a entrada de estrangeiros para atender a falta de mão de obra na lavoura. 
 
Atualmente, centenas de famílias leopoldinenses carregam o sobrenome de origem italiana, evidenciando que o município é um pedaço da Itália no Brasil. 
 
Como isso, a Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e Serviços de Leopoldina – ACIL – está promovendo a Festa do Imigrante Italiano, cuja programação teve início na manhã desta quarta-feira, 21 de fevereiro, com um ato cívico na Escola Estadual Professor Botelho Reis (Ginásio) onde foi feito o hasteamento das bandeiras de Leopoldina, Minas Gerais, Brasil e Itália. (Confira programação completa)
Amanda Almeida representando a Secretaria Municipal de Cultura, Fernando Vargas (Diretor do Ginásio), Walter (Secretário de Desenvolvimento) e Jairo Seoldo (Presidente da ACIL)

Segundo o seu presidente Jairo Seoldo, cerca de 40% da população leopoldinense tem descendência italiana, justificando a necessidade de uma entidade como a ACIL estabelecer parcerias para a promoção desse evento. Ele ressaltou ainda que o objetivo é criar mais um evento para o calendário anual de Leopoldina, ajudando o município a se preparar para receber visitantes com a chegada do Trem Turístico Rio-Minas na região.
Jairo Seoldo - Presidente da Associação Comercial de Leopoldina
 
O diretor da Escola Estadual Botelho Reis, Fernando Miranda Vargas disse que toda a comunidade escolar ficou contente de sediar a abertura da Festa do Imigrante Italiano, convocando os alunos a prestigiarem o evento. 
Fernando Miranda Vargas - Diretor da Escola Estadual Professor Botelho Reis
 
Representando o Poder Executivo de Leopoldina esteve presente o Secretário de Desenvolvimento Econômico Walter Carlos Gonçalves de Mattos, que comentou sobre a festa, destacando que ela é sinônimo de união, confraternização e reconhecimento de um povo italiano generoso. 
Walter Carlos - Secretário de Desenvolvimento Econômico 
 
A festa tem o apoio da Prefeitura Municipal de Leopoldina via Secretaria de Cultura, Lions Clube Leopoldina e APAE.
 
Confira a programação

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »