18/03/2018 às 17h11min - Atualizada em 18/03/2018 às 17h11min

Veículos do CISUM serão rastreados por empresa especializada

CPI da Gasolina recomendou medida semelhante para os 101 veículos da frota municipal de Leopoldina

Edição: Luiz Otávio Meneghite
Sede do CISUM na Avenida dos Expedicionários em Leopoldina
O CISUM-Consórcio Intermunicipal de Saúde União da Mata que reúne os Municípios de Argirita, Astolfo Dutra, Cataguases, Dona Eusébia, Estrela Dalva, Laranjal, Leopoldina, Itamarati de Minas, Recreio, Santana de Cataguases e Volta Grande, acaba de divulgar o Extrato do Contrato nº 043/2018 pelo qual a microempresa Azevedo & Fonseca Sistema de Gerenciamento Ltda, de Juiz de Fora, foi contratada para a prestação de serviços de fornecimento de sistema de rastreamento veicular dos 08 veículos micro-ônibus do Consórcio, pelo período de 12 meses.

De acordo com o extrato publicado na edição nº 2210, de sexta-feira, 16 de março de 2018, do Diário Oficial dos Municípios Mineiros, houve inexigibilidade de licitação, dada à especialização da empresa contratada, que receberá a importância de R$ 240,00 mensais para o serviço de rastreamento veicular, relativo ao valor unitário de R$ 30,00 por veículo, perfazendo o valor total estimado de R$ 2.880,00 para o período de 12 meses, até o dia 15 de março de 2019, prazo da validade do contrato.

O contrato foi assinado pela Presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde União da Mata Maria Jucélia Baesso Procaci e pela Secretária Executiva, Tarcília Rodrigues Fernandes e encontram-se disponíveis na sede do Consórcio.

CPI da Gasolina

Há poucos dias, a CPI da Gasolina, instaurada pela Câmara Municipal de Leopoldina recomendou em seu relatório que a Prefeitura de Leopoldina providencie medida semelhante para os seus 101 veículos como forma de exercer maior controle sobre a frota municipal.

Os membros da Comissão constataram que os problemas detectados carecem de urgente solução e denotam ineficiência e falta de controle na gestão da frota municipal, o que compromete o correto lançamento no Sistema do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais. Eles sugeriram que o Executivo providencie a aquisição de um rastreador de veículos, de modo a manter sob controle o abastecimento e a média de consumo. Os parlamentares entenderam também que o funcionamento regular do hodômetro é indispensável para o correto controle de consumo dos veículos da Prefeitura de Leopoldina.

Como funciona o rastreador veicular

O rastreador veicular é instalado junto aos componentes elétricos do veículo. Apesar de ter bateria própria, uma fonte extra de alimentação garante o funcionamento do aparelho em caso de falhas. Além disso, quando acionado, o bloqueador utiliza esses componentes para interromper o funcionamento do veículo em casos de emergência. O aparelho rastreador instalado no veículo recebe de satélites dados sobre latitude, longitude, direção e velocidade. Simultaneamente, envia esses sinais à central de rastreamento. Ela os decodifica e transforma em localizações e informações acessíveis a qualquer pessoa.

Fontes> Diário Oficial dos Municípios Mineiros e Portal da Câmara Municipal de Leopoldina

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »