02/05/2018 às 09h19min - Atualizada em 02/05/2018 às 09h19min

Damata Bebidas inaugura Centro Administrativo e Comercial em Leopoldina

A empresa está há 40 anos no mercado e gera 347 empregos diretos e 127 indiretos.

João Gabriel B. Meneghite
José Carlos Calil (E) e Valtacir Nei Ribeiro (D), juntamente com as esposas Marta (E) e Luzia (D).
O município de Leopoldina ganhou um moderno Centro Administrativo e Comercial (CAC) da Damata Bebidas, revendedora da marca AMBEV – A Companhia de Bebidas das Américas. A empresa adquiriu parte do prédio onde funcionou a antiga fábrica de manufatura de tecidos de algodão, localizada no bairro de Fátima (Coréia), onde foram instalados em um espaço de 776m2 diversos departamentos como o financeiro, contábil, cadastro, serviço social, segurança no trabalho, tecnologia da informação e direção, além de espaços como auditório, salas de reunião, entre outros.

A cerimônia de inauguração aconteceu no final da tarde desta terça-feira, 01 de maio - Dia do Trabalhador. Os sócios José Carlos Calil e Valtacir Nei Ribeiro, juntamente com as esposas Marta e Luzia descerraram a fita inaugural no hall de entrada. O padre Valdenir de Lima e Silva, da Paróquia São José do Operário fez a bênção no local, que receberá nos próximos dias os funcionários – que até então tinham que se deslocar para a antiga sede administrativa da empresa, localizada no KM 765 da BR116, no bairro Fortaleza, onde funcionará apenas o CD - Centro de Distribuição.

No corredor de acesso ao CAC foi instalada uma galeria de fotos de momentos históricos da empresa. Os familiares dos fundadores fizeram homenagens a eles, sendo afixado nas salas conjugadas de reunião placas com fotos e frases atribuída a ambos.

 
“O que está certo está certo. Temos que cuidar do que está errado. Não consigo conviver com problema. Problema a gente resolve, tudo tem solução”. José Carlos Calil

 
“Gente é nosso maior patrimônio, por isto treinar não é custo e sim investimento”. Valtacir Nei Ribeiro

Após visitação às dependências, os convidados se deslocaram para o auditório, que leva o primeiro nome atribuído a firma: DISBEL - Distribuidora Ideal de Bebidas. Além de homenagens a membros da família, foi inaugurado o espaço que será utilizado para cursos, palestras e outras atividades da empresa.

 
Maria José Tal (foto) é irmã de Marta Calil e Luzia Ribeiro, esposas dos sócios José Carlos  Calil e Nei Ribeiro. Ela discursou em nome da família, recordando do seu saudoso pai. “Ele teve sorte com os genros, dois homens trabalhadores que nunca decepcionaram suas famílias. Nos últimos anos de vida o meu pai veio morar em Leopoldina e eles foram extremamente generosos e amorosos com ele. Meu pai gostava muito dos dois”, comentou.

Em 1977, o descendente libanês José Carlos Calil foi convidado a fazer parte da então distribuidora DISBEL, localizada no município de Leopoldina. Ele não conhecia a região e ficou indeciso sobre a mudança, pois não tinha condições financeiras para vir com os quatro filhos. Em dezembro do mesmo ano, o paulista de Barretos tomou a decisão sobre o seu destino e veio morar com a família no pequeno município mineiro.  Em seu discurso Calil recordou dos antigos amigos e colaboradores que trabalharam com ele.
 
“Hoje estava refletindo... perdemos pessoas que gostávamos de verdade como o João Morais carreteiro, Sebastião Evangelista, Sebastião, Messias Batista, enfim, pessoas que já partiram e temos uma gratidão. Queria agradecer a todos vocês, ao Dr. Márcio Freire, que foi o primeiro amigo que arrumei em Leopoldina, no segundo dia que estava aqui tive uma cólica renal. Daí fizemos uma amizade muito consolidada”, explicou referindo-se ao médico que lhe atendeu.


Já Valtacir Nei Ribeiro integrou a sociedade da empresa poucos meses após a chegada de José Carlos Calil a Leopoldina. Anteriormente, trabalhou em uma indústria química em Barretos. Também trabalhou na capital Brasília e em Salvador, na Bahia, mas foi Leopoldina a cidade que adotou em 1978. Em seu discurso ele recordou das dificuldades no início das atividades, na pequena DISBEL, que ficava situada na Avenida Getúlio Vargas. Com uma pequena frota de 4 Chevrolet e 3 Kombi, enfrentava uma difícil concorrência. Nei disse ainda que para a empresa chegar onde está, tudo foi feito com planejamento, dentro de suas condições, além do respeito mútuo dos sócios.

O empresário que também foi presidente por três mandatos da Associação Brahma do Brasil e da Federação Nacional dos Distribuidores de Brahma do Brasil falou do seu orgulho de levar o nome de Leopoldina para todo o país e fez questão de frisar os investimentos que foram realizados na cidade, bem como os serviços que beneficiam direta ou indiretamente o município. “Não é reclamação, foi até bom que nos estimularam. Nunca tivemos ajuda de ninguém, não temos um palmo de terra doado para fazer expansão, foi tudo com nosso suor. Ser produtivo e apolítico é muito melhor que entrar na dependência. É uma alegria redobrada que gostaria de compartilhar com todos vocês”, finalizou.

A Damata Bebida está há 40 anos no mercado e atualmente representa e comercializa exclusivamente os produtos fabricados pela AMBEV. Sua matriz fica em Leopoldina e gera 347 empregos diretos e 127 indiretos. Possui escritórios remotos nos municípios de Ubá, Muriaé, Além Paraíba e Carangola.  

No local onde foi instalado o CAC – Centro Administrativo e Comercial está prevista a construção de um estacionamento para os seus funcionários e em seu CD - Centro de Distribuição há projetos para a cobertura do pátio onde fica estacionada toda frota da empresa.





Familiares de José Carlos Calil e Valtacir Nei Ribeiro

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »