22/05/2018 às 19h16min - Atualizada em 22/05/2018 às 19h16min

Município de Leopoldina será incluído no Pró-Mananciais pela Copasa

Criado pela Copasa em 2017, o programa estimula ações parapreservar e recuperar os mananciais em todo o Estado

Represa da Copasa no rio Pirapetinga no abastecimento de Leopoldina
Instituído para preservar e recuperar os mananciais utilizados pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) no abastecimento, o Pró-Mananciais alcança em 2018 a marca de 16 cidades contempladas nas regiões da Zona da Mata e do Campo das Vertentes. O Programa promove ações de sensibilização, mobilização e educação ambiental, com o objetivo de envolver as comunidades e sensibilizar parceiros, valorizando o conhecimento e a experiência dos agentes locais.
 
O Pró-Mananciais já estava em vigor nas cidades de Ubá, Ouro Branco e Conselheiro Lafaiete. Agora, mais 13 municípios dessas regiões estão sendo incluídos no programa: Antônio Prado de Minas, Divinésia, Guiricema, Leopoldina, Palma, Pequeri, Pirapetinga, Rio Pomba, Santos Dumont, São João Nepomuceno, Vieira, Vieiras/Santo Antônio do Glória e Visconde do Rio Branco. Em todo o estado, 109 municípios já foram contemplados e a meta é atingir 161 até o fim deste ano.
 
A partir da oficialização do programa, todas as 13 cidades devem formar um grupo de trabalho denominado Coletivo Local de Meio Ambiente (Colmeia). Esse grupo, formado por representantes de instituições públicas e privadas, tem a responsabilidade de participar das etapas de diagnóstico, planejamento, construção e acompanhamento do plano de ações, que serão desenvolvidas nas microbacias escolhidas.
 
Depois da formação do Colmeia serão realizadas em cada cidade a Oficina do Futuro, que compreende três etapas: o “Muro das Lamentações”, quando são discutidos os problemas das bacias eleitas para receberem os incentivos; a “Árvore da Esperança”, quando a comunidade apresenta soluções para o enfrentamento dos problemas; e o “Caminho Adiante”, momento em que o plano de ação, elaborado a partir do diagnóstico do Colmeia, é posto em prática.
 
Pró-Mananciais em Ubá, Conselheiro Lafaiete e Ouro Branco
 
Em Ubá, onde todas as etapas da Oficina do Futuro já foram realizadas, o Pró-Mananciais construiu mais de 11 mil metros de cercamento, protegendo 65 nascentes. Estão previstos para 2018 mais de 10 mil metros de cercas, o que vai ajudar na proteção das cabeceiras do ribeirão Ubá e do córrego Ubá Pequeno. Outra ação desenvolvida foi o plantio de mudas de plantas nativas da região. A estimativa é que, em 2018, sejam plantadas pelo menos mais cinco mil mudas para contribuir com o reflorestamento e consequente recarga dos aquíferos.
 
Em Conselheiro Lafaiete, onde o programa já foi apresentado à comunidade, foi realizada a Oficina do Futuro. Agora, o plano de ação está em fase de elaboração. Mas, mesmo antes da finalização do plano, já foram cercados 25 mil metros de terrenos em torno de nascentes e em Áreas de Proteção Permanente na microbacia do ribeirão dos Almeidas, em Lafaiete.   Em Ouro Branco, o Colmeia foi formado no último dia 10 de maio.
 
O Pró-Mananciais representa um importante instrumento de mobilização social, estimulando a proatividade, a responsabilidade social, a criatividade e o protagonismo, a partir da formação de agentes locais transformadores.

Fonte> Assessoria de Imprensa da Copasa
 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »