05/07/2018 às 23h12min - Atualizada em 05/07/2018 às 23h12min

UEMG-Leopoldina promove debate sobre a história local e regional no Centro Cultural

O evento será encerrado no sábado, 07 de julho, em Piacatuba, com alunos e corpo docente da UEMG e da Escola Estadual Dr. Pompílio Guimarães.

João Gabriel B. Meneghite
Alunos do 5º período do curso de Pedagogia da UEMG - Unidade Leopoldina, promoveram na noite de quarta-feira, 04 de julho, no Centro Cultural Mauro de Almeida Pereira (Antigo Fórum) o I Colóquio Ped-História.

Intitulado ‘Do cru ao cozido: misturando historiografias de uma história local e regional’, o evento contou com a participação dos professores Dr. Rodrigo Fialho Silva, diretor da Universidade Estadual de Minas Gerais – UEMG Leopoldina, de João Paulo Araújo, professor de história da Rede Estadual de Ensino e do Colégio Equipe, do presidente do Clube dos Cutubas Carlos Roberto Santiago, do aluno do Cefet e integrante do projeto cultural ‘Assum Preto’ Hugo Brum Sandin, do editor do jornal Leopoldinense Luiz Otávio Meneghite e de sua esposa Maria José Baía Meneghite, integrante da Academia Leopoldinense de Letras e Artes.

Segundo o idealizador do Colóquio Ped-História, professor Jardel Costa Pereira, o evento é de extensão e faz um entrecruzado com a disciplina de ‘História Local e Regional’, propondo ser uma retomada de trabalhos e estudos já desenvolvidos por pesquisadores e professores da região, promovendo a participação de pessoas que prezam pelo patrimônio e pela memória local e regional.
O professor Jardel Costa Pereira.
O diretor da UEMG Dr. Rodrigo Fialho Silva discorreu sobre a arte de escrever e registrar eventos do passado, a chamada historiografia, ressaltando aspectos metodológicos e a importância da pesquisa em arquivos locais, destacando também a história da Zona da Mata Mineira, conhecida no passado como o sertão do leste e região proibida.
O diretor da UEMG Dr. Rodrigo Fialho Silva 
O professor de história João Paulo Araújo comentou sobre a sua trajetória como professor e de alguns projetos pedagógicos aplicados junto aos seus alunos sobre a história local. Morador de Piacatuba, o educador falou ainda a respeito da preservação da memória daquele distrito.
O professor de história João Paulo Araújo
O aluno do Cefet e integrante do projeto cultural ‘Assum Preto’ Hugo Brum Sandin expôs as dificuldades de se manter projetos culturais em Leopoldina, a exemplo do ‘Assum Preto’, que foi criado em 1984 e atualmente faz parte de um projeto de extensão social do Cefet, primeiro do gênero entre todas as unidades da escola existentes em Minas Gerais.
O integrante do projeto cultural ‘Assum Preto’ Hugo Brum Sandin
O presidente do Clube dos Cutubas Carlos Roberto Santiago, salientou a importância da entidade na história local, sendo o quarto clube mais antigo do Estado de Minas Gerais. Ele ressaltou que não se trata apenas de um clube de festas, tendo uma representatividade maior, a exemplo de um documentário sobre a Campanha Nacional da Erradicação do Analfabetismo no Brasil, onde mostra uma reunião realizada no Clube dos Cutubas com objetivo de inserir os negros na educação.
O presidente do Clube dos Cutubas Carlos Roberto Santiago
O editor do jornal Leopoldinense Luiz Otávio Meneghite, falou sobre a sua trajetória na imprensa e dos trabalhos publicados no periódico que servirão como um amplo material de pesquisa futuramente pelas próximas gerações. Evidenciou os trabalhos de Luciano Baía Meneghite, que compilou mais de 15.000 fotografias antigas sobre Leopoldina, identificando muitos autores e momentos marcantes da história local.

Também falou da coluna ‘Trem de História’, publicada quinzenalmente na edição impressa do jornal Leopoldinense e reproduzida na sua versão online, cujos os autores, os pesquisadores e historiadores Nilza Cantoni e José Luiz Machado Rodrigues publicam, há muitos anos, o resultado de suas pesquisas sobre a história de personagens da história de Leopoldina. Ele destacou o trabalho o minucioso dos historiadores que buscam fontes documentais, identifica acervos e traçam metodologias de investigação para retratar de forma muito técnica a memória local.
O editor do jornal Leopoldinense Luiz Otávio Meneghite
A última a discursar no evento foi Maria José Baía Meneghite, colunista do jornal Leopoldinense e acadêmica da ALLA. Ela comentou sobre a seriedade do trabalho realizado pela equipe do jornal, empresa familiar que sempre busca aprimorar conhecimentos, num cenário cada vez mais difícil para produzir jornal impresso, principalmente no interior. Zezé também falou sobre o projeto que consiste em montar diariamente um estande para distribuição de livros gratuitos na porta da redação, local onde passam muitos estudantes de duas escolas estaduais e duas universidades.
Maria José Baía Meneghite, colunista do jornal Leopoldinense e acadêmica da ALLA.

O I Colóquio Ped-História será encerrado no sábado, 07 de julho, no Distrito de Piacatuba, onde os alunos e o corpo docente da UEMG, em parceria com moradores e alunos da Escola Estadual Dr. Pompílio Guimarães, estarão participando de uma roda de conversa, apresentando o histórico da escola e o curso de pedagogia da Universidade Estadual.



 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »