22/10/2018 às 08h45min - Atualizada em 22/10/2018 às 08h45min

Obra do esgotamento sanitário avança pela Funchal Garcia em direção a BR 116

Além da construção de rede de esgotos, o calçamento em paralelepípedo está sendo recuperado em todo o trecho da avenida.

Homens e máquinas trabalhand o na Funchal Garcia
 Kalon Moraes (*)
 
Com investimentos na ordem dos 15 milhões de reais, o empreendimento que promete mais saúde e melhor qualidade de vida também para o meio ambiente, segue seu cronograma gerando empregos e acelerando o desenvolvimento imobiliário da região do Bela Vista. Composto em sua totalidade por 10 bairros, o grande Bela Vista do "viaduto" para baixo é cortado pelo córrego Jacareacanga, responsável direto pelo escoamento de grande parte do esgoto in natura que é despejado diariamente em seu leito.
 
Essa obra de saneamento permitirá que milhares de residências possam enviar seu esgoto para tratamento, deixando livre de poluição a bacia deste córrego, promovendo mais saúde e uma melhor qualidade de vida para a população no seu entorno. Segundo um dos encarregados da Equipe Operacional da obra, cerca de 29.000 metros de "troncos coletores", que servirão para captar o esgoto que vem da região central pela várzea, das Três Cruzes pelo canal da Omar Resende Peres e os da região do Bela Vista lançados direto no Jacareacanga, já estão concluídos, diz Reginaldo Lopes da Silva.


O calçamento em paralelepípedos está sendo refeito

Além dessa obra de construção de rede, o calçamento em paralelepípedo está sendo recuperado em todo o trecho da avenida Funchal Garcia, possibilitando que homens, máquinas e caminhões, continuem abrindo passagem para que os "troncos coletores", cheguem às margens da BR 116, detalha o encarregado. "... nossa equipe está focada em construir esta rede coletora, enquanto que uma outra, formada por pedreiros, serventes e armadores, estão concentrados na parte interna da obra, construindo a Estação elevatória de Tratamento de Esgoto. Em seguida executaremos as linhas de recalque que vai viabilizar a ligação dos imóveis dessa região, ao sistema de coleta e tratamento do esgoto sanitário desta parte da cidade", explica o encarregado Reginaldo Lopes da Silva.

Com essa importante obra de saneamento, a região do grande Bela Vista, deixará de receber milhares de litros de esgoto in natura por dia, evitando a poluição desse córrego que banha grande parte dos seus bairros.
 
(*) Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Leopoldina

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »