16/08/2014 às 10h47min - Atualizada em 16/08/2014 às 10h47min

Fundação Cristiano Varella dobrará capacidade de atendimento até 2016

Em 2016, a capacidade de atendimento do Hospital do Câncer de Muriaé da Fundação Cristiano Varella deve dobrar.

Para isso a instituição vai contar com mais de 15 mil m² de novas áreas construídas e um investimento de cerca de R$ 20 milhões. As informações são do Diretor Administrativo, Sérgio Dias Henriques. Ele afirma que até o final das obras o hospital vai contar com cerca de 110 leitos a mais para internação, além dos 144 já existentes, aumentar a capacidade do centro cirúrgico, passando de cinco para oito salas e ampliar o número de leitos de UTI de nove para 19.

Algumas obras já estão prontas e com salas em pleno funcionamento, como o Telemarketing, o arquivo e o atendimento de Medicina do Trabalho, no bloco III, por exemplo. No Bloco I serão inaugurados mais 60 leitos hospitalares. As novas estações de tratamento de água e de esgoto (ETA e ETE) já estão em fase final da obra, totalmente aparelhadas e atendendo plenamente à legislação e normas ambientais.

O novo prédio, o bloco III, ainda vai abrigar diversos setores da instituição como os estoques, manutenção, além da fisioterapia e serviços de diagnóstico por imagem como endoscopia, colonoscopia, cistoscopia, broncoscopia, entre outros que já são oferecidos nos blocos I e II e serão transferidos. A unidade também vai contar com novo e amplo ambulatório.

O bloco III teria área de 3 mil m² e custaria R$ 3 milhões, recursos conseguidos junto ao governo do estado. Mas o projeto foi ampliado e o bloco ganhou área de 5,3 mil m² e custou cerca de R$ 5 milhões para a instituição, que está financiando a diferença com recursos próprios.

Até 2015, a previsão é de abertura de mais 50 leitos, no bloco II. Já para 2016 devem ser concluídas as duas etapas restantes do projeto de ampliação da Fundação Cristiano Varella: o término das reformas e expansão dos blocos I e II e construção do bloco IV.

A segunda fase de ampliação dos blocos I e II vai proporcionar a expansão dos vestiários, refeitório, cantina e a criação de uma área de descanso para os mais de 700 colaboradores. Estão previstos 2,6 mil m² de obras orçadas em R$ 2 milhões.

O bloco IV terá quatro pavimentos e área de 5,8 mil m², com previsão de investimento de R$ 5,5 milhões, apenas para estrutura física. No térreo o prédio vai receber serviços de diagnóstico, mamografia e ultrassonografia, e a recepção principal dos ambulatórios que funcionará no primeiro andar.

De acordo com Sérgio Henriques, a Fundação Cristiano Varella segue uma tendência internacional onde os pacientes sem diagnóstico de câncer tenham o mínimo contato possível com os pacientes em tratamento. A metodologia já é utilizada no Hospital do Câncer de Barretos (SP), referência nacional.

No subsolo do bloco IV vão funcionar serviços de manutenção e um depósito de equipamentos e mobiliários e ainda um alojamento para os motoristas que trazem pacientes de outras cidades. O objetivo é dar mais conforto aos profissionais que poderão descansar e proporcionar uma viagem de volta mais tranquila. O segundo andar será uma reserva técnica para futuros serviços ambulatoriais.

Sérgio Henriques lembra que a FCV é o único hospital especializado apenas no tratamento de câncer em Minas Gerais e recebe pacientes de todo o Estado, diversas cidades do Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia e algumas cidades no nordeste, já que para essa região é a referência mais próxima em iodoterapia e radiocirurgia para o SUS.

As ampliações vão expandir o atendimento e garantir mais conforto para todos os pacientes e melhores condições de trabalho para os profissionais.

Fonte : Rádio Muriaé / FCV


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »