09/04/2019 às 09h36min - Atualizada em 10/04/2019 às 18h33min

Servidores municipais de Leopoldina podem anunciar greve por tempo indeterminado

Assembleia Geral Extraordinária marcada para a próxima segunda-feira, dia 15 de abril, a partir das 18:00 horas, no Clube Cutubas decidirá os rumos a serem tomados.

Luiz Otávio Meneghite
Sede Administrativa da Prefeitura de Leopoldina(Foto João Gabriel B. Meneghite)
Os funcionários da Prefeitura de Leopoldina, liderado pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, estão organizando uma manifestação denominada ’Dia D’ com concentração prevista para ter início às 09:00 horas, de sábado, 27 de Abril de 2019, em frente ao Edifício Athenas, localizado na Praça Professor Botelho Reis nº 28, onde se concentram quase todas as repartições públicas, entre elas a Receita Municipal. A data é feriado municipal dedicado ao 165º Aniversário de Emancipação Político- Administrativa do Município de Leopoldina.

Segundo o Edital de Convocação de Assembléia Geral Extraordinária, assinado pela Presidente do SINSERPU, Sebastiana Célia Robert Tavares, a ser realizada na próxima segunda-feira, dia 15 de abril, a partir das 18:00 horas, na sede do Clube Cutubas, localizado à Rua Sete de Setembro nº 50,  devido a ausência  de manifestações do Prefeito José Roberto de Oliveira, não respondendo às indagações feitas pelos trabalhadores, contrapondo aos argumentos que o Executivo enviou, se posicionando em não conceder reajuste aos servidores municipais, sob a justificativa de crise financeira pelo não repasse de verbas do Estado para o Município.

Na Ordem do Dia está prevista a organização de manifestação já aprovada na Assembléia realizada em 25 de março de 2019 com a concentração na Praça do Ginásio a partir das 09 horas da manhã, saindo em passeata às 09h40min entrando na Rua Lucas Augusto, fazendo uma parada em frente à sede da Prefeitura de Leopoldina e às 10:00 horas seguindo pela Rua Barão de Cotegipe com destino à Praça Félix Martins, próximo ao semáforo, onde a categoria mobilizada deliberará sobre os inícios dos movimentos: operação tartaruga, paralisação por 48 horas, paralisação por 72 horas ou greve por tempo indeterminado.

 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »