29/07/2019 às 13h34min - Atualizada em 29/07/2019 às 13h34min

Obra de Saneamento Básico da Bacia do Jacareacanga encontra-se atualmente em quatro fases

Paralelo à obra vem sendo feito um trabalho de conscientização da população sobre os benefícios trazidos por ela, com a justificativa dos transtornos temporários causados.

Uma equipe está concentrada na ETE, construindo as Estações Elevatórias de Esgoto - EEEs
Iago Geraldo Xavier e Kalon Moraes (*)

A Prefeitura de Leopoldina, com utilização de recursos federais, vem realizando  importantes obras, gerando novos empregos e se preparando para o seu desenvolvimento sustentável. Um exemplo é a grande obra de saneamento básico que visa a implantação de completo sistema de tratamento do esgoto sanitário, de mais de 10 populosos bairros e adjacências, através do córrego Jacareacanga. Atualmente, ela está sendo desenvolvida em quatro frentes de trabalho numa extensão de mais de 5 quilômetros entre sua ETE-Estação de Tratamento de Esgoto, no acesso rural ao distrito de Vista Alegre, na altura da  Fazenda Dom Pedrito, ao bairro Fortaleza, às margens da BR 116 próximo da DAMATA distribuidora AMBEV.

Elaborada para atender o desenvolvimento imobiliário urbano de uma das maiores regiões da cidade, a Obra de Saneamento da Bacia do Jacareacanga foi projetada para coleta, tratamento e destinação final de milhões de litros de esgoto in natura, produzidos diariamente nos bairros, Bela Vista, Nova Leopoldina, José Nelson Junqueira (Cidade Alta), Jardim Bela Vista, São Cristóvão, Imperador, Alto da Boa Vista, São Sebastião, Tomé Nogueira, Verônio Resende, Três Cruzes e Fortaleza, e despejados no leito do córrego. Grande parte das margens do Jacareacanga, já recebeu as instalações dos interceptores em PVC, que correspondem às redes grossas instaladas ao longo da margem  do córrego, com a finalidade de receber e transportar o esgoto coletado dos bairros até a Estação de Tratamento de Esgoto - ETE.

Dividida em quatro frentes de trabalho, a obra segue recuperando a pavimentação da avenida Funchal Garcia. Outra Equipe está concentrada na ETE, construindo as Estações Elevatórias de Esgoto - EEEs, os Reatores Anaeróbicos, onde o esgoto in natura será tratado, dentre outros procedimentos como laboratórios e unidades de apoio. Uma terceira Equipe composta por homens e máquinas, está concluindo, no entroncamento das ruas Idalina Gomes e Maria do Carmo Sales (Rua do BAHAMAS), a instalação dos receptores das redes coletoras. Enquanto a quarta Equipe, após promover a instalação dos interceptores e as redes coletoras no bairro Fortaleza e adjacências, está retornando para o bairro Três Cruzes, concluindo as instalações dos interceptores e promovendo a construção dos PVs (Poços de Visita), para manutenção das redes coletoras grossas.
 
Juntamente com a obra de saneamento vem sendo feito um trabalho de conscientização da população para os benefícios trazidos por ela e também justificando os transtornos temporários causados pela mesma. Este trabalho é feito por técnicos da Secretaria Municipal de Assistência Social por meio de panfletagem, palestras, visitas em casas, entre outras formas.

Acompanhando a evolução da obra, o  Prefeito José Roberto de Oliveira enxerga longe:  “A função desta grande obra de saneamento é promover medidas que visam preservar o meio ambiente, com a finalidade de prevenir doenças e melhorar a qualidade de vida da população. Cada 1 Real investido em saneamento, corresponde a 4 Reais de sobra para investimentos na saúde. Além disso, a obra vem movimentando a economia da cidade com a criação de diversos empregos.– observou o Prefeito em uma das visitas feitas ao canteiro de obras.

Uma equipe  promoveu a instalação dos interceptores e as redes coletoras no bairro Fortaleza e adjacências

O Prefeito José Roberto em uma de suas visitas ao canteiro de obras
 
Outra equipe está trabalhando no entroncamento das ruas Idalina Gomes e Maria do Carmo Sales

(*) Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal de Leopoldina

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »