21/10/2019 às 14h34min - Atualizada em 21/10/2019 às 14h34min

Lei de autoria de Valdilúcio institui teste de daltonismo em alunos da Rede Municipal

Vereadores aprovaram a realização anual de exames para diagnóstico precoce de daltonismo nas escolas municipais de Leopoldina.

Durante a sessão ordinária, ocorrida no dia 15 de outubro de 2019 os vereadores aprovaram, em votação definitiva e unânime, o Projeto de Lei nº 23/2019 que dispõe sobre o exame para detectar daltonismo nas crianças da rede pública municipal de Leopoldina.

A proposição, de autoria de Valdilúcio Malaquias, estabelece que anualmente será realizado o teste de cores “Ishihara” nos novos alunos da rede municipal de ensino de Leopoldina. Uma segunda avaliação será feita nos alunos cujos testes apresentarem algum desvio no resultado.

Ao justificar sua iniciativa, o parlamentar acrescentou que, ao regulamentar a lei, o Executivo poderá criar mecanismos para que os casos em que for detectado algum problema sejam encaminhados para atendimento especializado dentro da rede municipal de saúde.

Ele explicou que o teste “Ishihara” consiste na apresentação de alguns cartões coloridos ao indivíduo. Eles possuem vários círculos com cores ligeiramente diferentes e alguns números no centro dos círculos que apenas a pessoa com visão normal consegue ver.

Segundo o Instituto Nacional do Olho, existem cerca de 180 milhões de daltônicos em todo o mundo. O daltonismo é um distúrbio visual em que a pessoa não consegue reconhecer determinadas cores, mas os portadores dessa dificuldade somente descobrem que possuem algum grau de daltonismo na idade adulta, principalmente quando pretendem tirar a habilitação para dirigir. Em crianças, o problema é geralmente identificado na idade em que elas começam a aprender as cores.

Por fim, Valdilúcio Malaquias ressaltou a importância de que o teste “Ishihara” seja aplicado nas crianças da rede municipal de ensino, visto que o daltonismo não tem cura e a pessoa precisará aprender a conviver com essa deficiência visual por toda sua vida.

Fonte> Portal da Câmara Municipal de Leopoldina

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »