01/04/2020 às 13h13min - Atualizada em 02/04/2020 às 10h10min

Índice pluviométrico de Leopoldina atinge 806,00 mm nos três primeiros meses de 2020

Os números apurados confirmam a expectativa do diretor da CDSA Paulo Junqueira, de que a previsão era de um bom volume de chuvas nos três primeiros meses de 2020.

Luiz Otávio Meneghite
Foto: Luciano Baía Meneghite
A Chácara do Desengano S/A, localizada na Rua Dr. Custódio Junqueira, no centro de Leopoldina, mantém em sua sede um pluviômetro, aparelho de meteorologia usado para recolher e medir, em milímetros lineares, a quantidade de chuva precipitada durante um determinado tempo.

A pedido do Jornal Leopoldinense a empresa divulgou o índice pluviométrico do ano de 2020 registrado de 1º de janeiro a 31 de março de 2020 em Leopoldina, quando choveu em 47  dias. Em janeiro foram 14 dias de chuvas, 20 em fevereiro e 13 em março com média diária de 17,15mm e mensal de 268,67mm

Os números apurados confirmam a expectativa do diretor da CDSA Paulo Junqueira, de que a previsão era de um bom volume de chuvas nos três primeiros meses de 2020, o que se confirmou com o registro no pluviômetro de 250,60mm em janeiro, 310,40mm em fevereiro e 245,00mm em março totalizando 806,00mm.

No final do ano de 2019, Paulo fez questão de lembrar ao Jornal Leopoldinense que “que o pluviômetro está instalado apenas em um local e que o município de Leopoldina tem uma área total de 943,7 km², sendo considerado um dos maiores territórios de Minas Gerais e, por isso, há situações em que em determinadas áreas chove mais do que em outras”. Paulo Junqueira disse  na ocasião ao Jornal Leopoldinense que teria recebido informações de que “a expectativa seria permanecer chuvoso nos primeiros meses do ano”, o que veio a se confirmar.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »