02/10/2020 às 13h12min - Atualizada em 02/10/2020 às 13h12min

Fundação Cristiano Varella e UNIFAMINAS promovem, neste sábado, a segunda edição da Olimpíada de Neurociências de Muriaé

Os três melhores colocados participarão da etapa nacional, em novembro

Christiano Marins Caixeta Borges
Neste sábado, dia 3 de outubro, a partir das 9h, a Fundação Cristiano Varella, mantenedora do Hospital do Câncer de Muriaé, e o UNIFAMINAS, promoverão a II Olimpíada de Neurociências da cidade. A competição será realizada de forma presencial no Centro de Educação Coorporativo, localizado no 4° andar do Bloco II do Hospital, com todos os cuidados necessários para a saúde e segurança dos participantes.
 
A proposta da olimpíada é estimular estudantes da educação básica, entre 14 e 19 anos, para o estudo científico das neurociências e do sistema nervoso. “O nosso objetivo com a competição é estimular o aprendizado e despertar vocações em neurociências para que, no futuro, esses jovens possam contribuir na busca pela cura para doenças como autismo, Parkinson, Alzheimer e esclerose múltipla, entre outras”, explica Dr. Sérgio Gomes da Silva, coordenador do Departamentode Pesquisa e Desenvolvimento do Hospital do Câncer.
 
As neurociências são um campo da ciência que se dedica a estudos científicos do sistema nervoso, reunindo diversas áreas do conhecimento, como filosofia, matemática, biofísica, bioquímica, genética, fisiologia, morfologia, farmacologia, informática e bioengenharia. A interação destas diferentes áreas tem possibilitado uma maior discussão e informação sobre o sistema nervoso, como por exemplo, sua estrutura, desenvolvimento, funcionamento, evolução, relação com o comportamento e, também, suas alterações e transtornos cerebrais. 
 
Em março, a Fundação Cristiano Varella ofereceu um curso preparatório para a competição. Já no último sábado (26), aconteceu a etapa pré-classificatória, com a participação de 200 estudantes de escolas públicas e privadas de ensino médio de Muriaé e região. Os dez estudantes com as melhores notas foram, então, escolhidos para participar da olimpíada. A competição será composta por quatro provas – Ciência Clínica; Neurociência; Neurofisiologia e Anatomia; e Neuroimagem.
 

 
Os três alunos com a melhor pontuação garantirão uma vaga para representar a região na VIII Olimpíada Brasileira de Neurociências, marcada para os dias 7 e 8 de novembro. A etapa nacional deste ano será realizada de forma online e a competição também será composta por quatro provas – Morfologia, Quiz, Clínica e Live Questions.
 
Origem nos EUA
 
A Olimpíada Brasileira de Neurociências (OBN) é uma iniciativa nacional que estimula a realização de olimpíadas de neurociências em diferentes estados brasileiros, sem fins lucrativos. O vencedor da competição é convidado a participar da competição internacional (International Brain Bee), originada em 1998, por iniciativa do Dr. Norbert Myslinski (Universidade de Maryland, EUA).
 
Atualmente, existem cerca de 160 coordenadores de Olimpíadas de Neurociências distribuídos em comitês locais por todo o mundo, inclusive em instituições como o Hospital Israelita Albert Einstein (em São Paulo, Brasil), Children's hospital of the Johns Hopkins Medicine (EUA), Burke Rehabilitation Hospital (EUA), Rhode Island Hospital (EUA), Montreal Neurological Institute and Hospital (Canada), Hotchkiss Brain Institute (Canada) e Heidelberg University Hospital (Alemanha), dentre outros.
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »