03/03/2021 às 13h17min - Atualizada em 03/03/2021 às 13h17min

Prefeitura de Ubá libera voltas às aulas em escolas particulares

Retorno do ensino presencial será regulamentado via decreto

Comunicação Social - Prefeitura Municipal de Ubá-MG
Após a publicação da Deliberação 129 do Comitê Estadual COVID-19, que autoriza o retorno gradual das atividades presenciais de educação básica em Minas Gerais, o prefeito de Ubá, Edson Teixeira Filho, reuniu-se, com os secretários municipais de Saúde, Educação e Administração, além de assessoria técnica e equipe do comitê COVID local e iniciou as tratativas para o retorno das atividades de ensino.
 
Dando sequência a este processo, a Prefeitura realizou, na tarde desta terça-feira (02/03), uma reunião com representantes de instituições da rede privada de ensino, visando estabelecer uma data comum a partir da qual será autorizado, via decreto municipal, o início das atividades educacionais.
 
Durante o encontro, ficou estabelecido que as escolas particulares poderão retomar as atividades presenciais a partir do dia 15 de março de 2021. Também foi  repassado a todos os presentes os principais pontos do protocolo sanitário divulgado pelo Governo do Estado (2ª edição/fev.2021) e requisitado que cada instituição apresente ao comitê COVID local seu plano individual, baseado nas regras do Estado, porém detalhando sua estrutura física e adequações necessárias para atender ao disposto nas regras gerais. Uma equipe da Secretaria Municipal de Saúde também agendou capacitação com as equipes de auxiliar de serviços gerais de cada instituição de ensino visando orientar sobre protocolos essenciais de higienização de acordo com padrões exigidos no combate à COVID-19.
 
No caso das escolas da rede municipal, a volta às aulas ainda depende da adequação das unidades e do início dos processos de reposição de itens perecíveis, como merenda escolar, dentre vários outros itens essenciais. Para a retomada, será estabelecido um plano individual para cada uma das 30 escolas, levando em conta fatores como a estrutura física e faixa etária dos alunos, e realizada discussão com professores, pais e comunidade escolar.
 
Já a autorização para retorno das aulas presenciais nas escolas estaduais seguirá o protocolo e a estratégia educacional da Secretaria de Estado de Educação. 
 
No município, o retorno das aulas presenciais seguirá todas as regras do Programa Minas Consciente, logo, não será obrigatório e sim facultativo.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »