23/03/2021 às 16h07min - Atualizada em 23/03/2021 às 16h07min

Município consolida aquisição de imóvel ao lado do Paço Municipal

Imóvel possui área total de 1.284,00 m² e pertencia à antiga Companhia Força e Luz Cataguases-Leopoldina e vai da rua Lucas Augusto até o córrego Feijão Crú.

Luiz Otávio Meneghite
Prédio ao lado da sede da Prefeitura, onde funcionou a Usina Cultural
O Diário Oficial dos Municípios Mineiros desta terça-feira, 23/03/2021, publicou o Extrato de Contrato nº 011/2021 onde figura como contratante o Município de Leopoldina e como contratada a Energisa Minas Gerais – Distribuidora de Energia S.A, consolidando a aquisição de um imóvel localizado à Rua Lucas Augusto, nº 36, onde funcionou durante alguns anos a Usina Cultural da CFLCL.
 
O imóvel tem área total de 1.284,00 m² e foi adquirido pelo valor de R$ 1.000.000,00 que serão pagos em 67 parcelas sendo valor de R$10.000,00 no ato da assinatura contratual e 66 parcelas mensais de R$15.000,00 cada. Os pagamentos devidos serão efetuados até o décimo dia útil de cada mês, através de transferência bancária, em conta fornecida pela empresa.
 
Segundo a publicação o contrato assinado em 24/02/2021 teve como signatários o prefeito Pedro Augusto Junqueira Ferraz e o presidente da Energisa Eduardo Alves Mantovani com vigência até 30/07/2026.
 
O contrato consolida o conteúdo da Lei nº 4.554, de 22 de dezembro de 2020, sancionada pelo então prefeito José Roberto de Oliveira com a devida aprovação da Câmara Municipal de Leopoldina, que autorizou o Município a adquirir a título oneroso o imóvel. Vale ressaltar que projeto foi protocolado no dia 6 de março de 2020, sendo votado no dia 22 de dezembro de 2020.
 
O imóvel é localizado ao lado do Paço Municipal na rua Lucas Augusto nº 36 e nele funcionou a Usina Cultural estando registrado no Cartório de Registro de Imóveis de Leopoldina, em nome da antiga Companhia Força e Luz Cataguases-Leopoldina, atual Energisa.
 
O Jornal Leopoldinense apurou que o objetivo do prefeito José Roberto de Oliveira seria o de erguer no local um centro administrativo para abrigar várias repartições públicas espalhadas em diversos imóveis alugados em Leopoldina. O maior deles é o Athenas Shopping, na Praça Professor Botelho Reis, onde funciona a maioria das secretarias municipais, mas existem muitos outros espalhados pela cidade que poderiam ser concentradas num só local, proporcionando economia aos cofres municipais. Agora, caberá ao prefeito Pedro Augusto Junqueira Ferraz dar seguimento ou não ao projeto.
 
Fontes: Diário Oficial dos Municípios Mineiros e Facebook

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »