19/09/2014 às 08h43min - Atualizada em 19/09/2014 às 08h43min

Polícia Rodoviária vai às escolas com atividades de educação no trânsito

A finalidade é conscientizar a sociedade, para a criação de um ambiente favorável ao atendimento de seu compromisso com a

O lema é: Cidade para as pessoas Proteção e Prioridade ao Pedestre.

A Polícia Rodoviária Federal em Leopoldina (PRF), informou que nesta sexta-feira 19/9, pela manhã, houve atividades de educação no trânsito voltada para as crianças do ensino fundamental na escola Municipal Botelho Reis (Grupo Novo) em Leopoldina com atividade de trilha educativa, exposição de equipamentos de uso da PRF e cinema rodoviário. Também na próxima quarta-feira, dia 24/9, acontecerá uma atividade semelhante no Colégio Imaculada Conceição em Leopoldina a partir das 13 horas.

A Semana Nacional de Trânsito, que começou nesta quinta-feira, 18/9 e se estende até o dia  25/9, tem como lema:  “Década Mundial de Ações para a Segurança do Trânsito – 2011/2020: Cidade para as pessoas: Proteção e Prioridade ao Pedestre”.

A finalidade é conscientizar a sociedade, para que contribua para a criação de um ambiente favorável ao atendimento de seu compromisso com a "valorização da vida" focando o desenvolvimento de valores, posturas e atitudes, no sentido de garantir o direito de ir e vir dos cidadãos.

Além do foco nos pedestres, a semana pretende conscientizar a população sobre a necessidade de mudança de postura para redução de acidentes, já que o Brasil é um dos recordistas de acidente de trânsito.

Mortes no trânsito em Minas Gerais

Os acidentes de trânsito em Minas Gerais, matam mais  que arma de fogo. Segundo dados do Mapa da Violência 2014, foram 4.692 óbitos em acidentes de trânsito no território mineiro em 2012, ano base estatístico do levantamento, contra 4.535 mortes por homicídio.

De 2002 a 2012 houve aumento de 59,2% no número de mortes em acidentes de trânsito em Minas. A alta dos homicídios foi de 52,3% neste mesmo período, como mostram os dados do Mapa realizado pela Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso), com base em números do Ministério da Saúde. A causa principal dos acidentes é a falha humana.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »