03/07/2021 às 12h50min - Atualizada em 03/07/2021 às 12h50min

Casa de Caridade Leopoldinense relacionada entre os hospitais que receberam kits intubação

Sedativos são para que os hospitais tenham cobertura por até dez dias, informa Secretaria de Estado de Saúde

Foto Fábio Marchetto SES-MG
A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais disponibilizou, esta semana, 109.525 medicamentos para o kit intubação, sedativos para o tratamento de pacientes com covid-19.

Os insumos foram direcionados a 120 unidades de saúde, em 87 cidades, entre elas a Casa de Caridade Leopoldinense. São 63.350 unidades de fentanila e 39.305 de midazolam, adquiridos pelo Governo de Minas; além de 6.870 de propofol, enviados pela União. Os sedativos são suficientes para que os hospitais tenham cobertura de até dez dias para o atendimento aos pacientes.

“Novas aquisições estão sendo planejadas pela Secretaria, de acordo com as oportunidades de mercado”, afirma o diretor de Medicamentos Básicos da SES-MG, Jans Bastos Izidoro. “Mesmo assim, reforçamos que os prestadores também mantenham as tentativas de compra dos itens”, orienta.

Semanalmente, a SES-MG tem disponibilizado os sedativos de acordo com o monitoramento de estoques periódicos. Os insumos são direcionados a instituições que se encontram com níveis de disponibilidade dos medicamentos considerados críticos. Desde setembro de 2020, foram mais de 1.6 milhão de kits disponibilizados aos hospitais.

Clique aqui e confira a relação das unidades hospitalares que receberam os medicamentos.

Monitoramento

A SES-MG, juntamente com o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Minas Gerais (Cosems-MG), faz o levantamento periódico dos quantitativos dos prestadores e fornecedores de medicamentos e insumos das unidades hospitalares.

Também é monitorado o abastecimento de fármacos nas redes públicas e privadas de assistência médico-hospitalar, que devem informar regularmente à SES-MG sobre estoques disponíveis de medicamentos e insumos.

O monitoramento é feito a partir da autodeclaração e preenchimento de formulário. Assim que cada remessa chega ao estado, o resultado do monitoramento semanal é analisado para distribuição aos hospitais em situação mais crítica e conforme disponibilidade do estoque. A sugestão de distribuição é validada junto a uma comissão da SES-MG e do Cosems-MG. O monitoramento pode ser acompanhando neste link: coronavirus.saude.mg.gov.br/transparencia/distribuicao-de-medicamentos-para-intubacao

Com informações da Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Saúde

Clique e relembre matérias relacionadas:


Casa de Caridade realiza compra de ventiladores mecânicos em tempo recorde

Kit Intubação da Casa de Caridade é baixo e coloca em risco atendimento às vítimas da Covid

Minas Gerais recebe medicamentos para o kit intubação neste sábado (10/4)

Ministério da Saúde vai abrir licitação para adquirir medicamentos necessários para intubação de pacientes

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »