26/09/2014 às 16h08min - Atualizada em 26/09/2014 às 16h08min

Disfunção erétil pode ser sinal de problemas cardiovasculares

A disfunção erétil pode preceder a eventos cardiovasculares em até cinco anos, explica o médico.

Dr. Sérgio Iankowski, médico pós-graduado em infertilidade pela Fundação Puigvert (BarcelonaESP.)

Especialistas destacam a estreita relação entre disfunção erétil e obesidade, principalmente a chamada obesidade visceral. O Dr.  Sérgio Iankowski, médico pós-graduado em infertilidade pela Fundação Puigvert (Barcelona/ESP) e autor do livro Ereção e Falha, Falhou por quê?, salienta que cerca de 85% dos pacientes obesos que chegam ao consultório reclamam de problemas de impotência. “Em geral, eles não têm ideia de que o excesso de peso está na origem das disfunções sexuais e muitas vezes de problemas de ordem vascular, que podem resultar até em um infarto”, alerta Iankowski.

“A disfunção erétil pode preceder a eventos cardiovasculares em até cinco anos, isso devido ao pequeno diâmetro da circulação arterial peniana”, explica o médico. “Pacientes propensos a manifestações cardiovasculares podem apresentar algum grau de disfunção erétil como primeira manifestação da doença cardiovascular”, complementa.

Pesquisas recentes na área confirmam a tese, segundo a qual a disfunção erétil é uma co-morbidade de doenças como disfunção do endotélio vascular, doença vascular aterosclerótica, hipertensão arterial, diabetes, dislipidemias, sedentarismo, obesidade, fumo, distúrbios do sono, estilo de vida, estresse, depressão, alcoolismo, traumas cirúrgicos, traumas causados por acidentes, neuropatias, etc. Existe – comprovadamente -uma forte associação da disfunção erétil com os fatores de risco vascular e com as doenças denominadas cardiovasculares, que têm em comum o comprometimento da integridade endotelial.

Na visão do Dr. Sérgio, a doença pode ser um caminho para a retomada da saúde, isto é, o paciente procura o médico por problemas de ereção e acaba descobrindo, que apresenta fatores de risco para uma doença cardiovascular.

 Fábio Saltiél - Meregalli Consultoria em Comunicação


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »