26/11/2021 às 09h27min - Atualizada em 26/11/2021 às 09h27min

Uemg retoma vestibular próprio, mas reserva 25% das vagas para o SiSU

Acesso ao Programa de Reserva de Vagas (Procan) será exclusivo pelo vestibular próprio; no SiSU, as oportunidades serão de ampla concorrência.

Agência Minas
A UEMG coabita o prédio do Polivalente em Leopoldina
O Conselho Universitário da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG)   aprovou, em sessão ordinária, a distribuição, para 2022, de vagas de graduação para a seleção de novos estudantes. Segundo a Resolução CONUN nº 524/2021, haverá duas formas de ingresso previstas: o SiSU, que utiliza as notas obtidas no Enem 2021, e o vestibular próprio, retomado pela instituição para os próximos anos. 
 
Enquanto a primeira modalidade (SiSU) será exclusiva para a ampla concorrência e responderá por 25% do total de vagas oferecidas, o vestibular próprio da Uemg distribuirá 75% das oportunidades em diversas categorias, da seguinte maneira:
 
·         5% ampla concorrência;
·         20% inclusão regional;
·         50% Procan.

Os interessados em concorrer às vagas por quaisquer modalidades devem aguardar as publicações dos respectivos editais no site uemg.br para conhecerem melhor as modalidades, o cronograma e outras informações indispensáveis aos candidatos.

Inclusão regional

Pensada como forma de assegurar o ingresso dos cidadãos mineiros na Uemg, a categoria de Inclusão Regional pode ser adotada por candidatos que cumprirem dois critérios simultâneos em sua inscrição no vestibular: ser residente do estado de Minas Gerais e ter cursado o ensino médio em instituições de ensino públicas mineiras (municipais, estaduais ou federais).

Os documentos comprobatórios desses quesitos serão anexados oportunamente em sistema específico da Área do Candidato, a ser criada pela universidade durante o processo seletivo.

Procan

Assim como a categoria de Inclusão Regional, o Programa de Seleção Socioeconômica de Candidatos (Procan) é uma política institucional de inclusão, atuando na democratização do acesso ao ensino superior. A iniciativa busca a reserva de vagas para candidatos negros, quilombolas, pessoas com deficiência ou que sejam egressas de escola pública e tenham baixa renda, além da população indígena e dos povos ciganos, em conformidade com a Lei Estadual nº 22.570/2017.

Desse modo, os 50% das vagas a serem oferecidas, via vestibular, para o Procan 2022, serão distribuídas nas seguintes categorias:
·         Categoria I – 21% das vagas para candidatos de baixa renda e egressos de escola pública, declarados negros;
·         Categoria II – 3% das vagas para candidatos de baixa renda e egressos de escola pública, declarados quilombolas;
·         Categoria III – 3% das vagas para candidatos de baixa renda e egressos de escola pública, declarados indígenas;
·         Categoria IV – 2% das vagas para candidatos de baixa renda e egressos de escola pública, declarados ciganos;
·         Categoria V – 16% das vagas para outros candidatos de baixa renda e egressos de escola pública;
·         Categoria VI – 5% das vagas para pessoas com deficiência.

Cabe ressaltar que, com exceção das pessoas com deficiência, as demais categorias devem comprovar tanto a baixa renda quanto a conclusão do ensino médio em escola pública.

As informações sobre os documentos necessários para a comprovação de pertencimento a cada uma das categorias, e as demais explicações de como concorrer pelo Procan, estarão disponibilizadas oportunamente no edital do vestibular, a ser publicado pela Uemg.
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »